SCTODODIA - Ligados em tudo

Escolha a sua região:

A concorrência cresce no digital e sua empresa não tem presença online?EVOLUA!
Segunda-feira, 15 de agosto de 2022
Brasil

Cerveja sem álcool vem crescendo no mercado brasileiro

Nos últimos anos, os brasileiros vem consumindo cada vez mais a bebida

Brasil, 06/08/2022 08h30 | Atualizada em 08/08/2022 10h37 | Por: Redação | Fonte: Sebrae
Pexels/Lukas

A cerveja é a bebida alcoólica mais consumida em todo território nacional, se tornando a bebida preferida para estar nas mesas das casas dos brasileiros. De acordo com o levantamento feito pelo Euromonitor, a comercialização da bebida no país cresceu 7,6% em 2021 e atingiu recorde de 14,3 bilhões de litros, tendo o seu melhor índice desde que o Brasil foi sede da Copa do Mundo em 2014.

A cerveja tem um mercado muito atraente no Brasil, por ser a bebida alcoólica favorita e mais popular do País. Fazendo com que esse comércio se tornasse a terceira maior fabricação cerveja do mundo, ficando atrás dos Estados Unidos e da China.

Esse grande carinho do brasileiro com a cerveja teve um impacto social no Brasil. Como por exemplo, em 2019, as cervejarias acabaram investindo R$400 milhões em cultura e esporte. E são muitas as ações de sustentabilidade feita pelas marcas, isso feito juntamente com o Sindicato Nacional da Indústria da Cerveja (Sindicerv).

Mas agora, as pessoas começaram a se preocupar mais com a sua saúde e com seu bem-estar, com isso, a cerveja sem álcool vem ganhando seu espaço no mercado. Que vem apresentando um crescimento no consumo de bebidas nos últimos anos. E o crescimento deste produto é indiscutível,exemplo, entre 2019 e 2021 a cerveja sem álcool teve uma alta de 30% na comercialização de cervejas não alcoólicas no Brasil. E em 2021 também, agora no setor de bebidas com baixo teor de álcool ou não alcoólicas teve um aumento de 6%, e uma participação de 3,5% na indústria de bebidas. Se tem uma expectativa de crescimento de 8% anual, até 2025.

publicidade

Uma pesquisa feita pela IWSR, aponta que 17% das pessoas que consomem cerveja sem álcool, são as que optaram por escolher tirar totalmente o álcool do seu dia-a-dia. Esses consumidores têm uma preocupação maior com a saúde, por isso optam por consumir essa bebida, podendo fazer assim, uma dieta equilibrada, sem ter nenhum consumo de álcool. E pra esse consumidor que opta mais pelo seu bem-estar, existem outros tipos de cervejas mais saudáveis, como por exemplo: Cerveja de baixa caloria, cerveja sem glúten e cerveja artesanal. Algumas pequenas curiosidades sobre a cerveja sem álcool, é que com ela, você pode beber antes de dirigir, durante a gravidez ou fazendo uso de determinados medicamentos.

Mas nem tudo são flores, o setor vem enfrentando alguns obstáculos, tendo como seu maior rival a alta tributação a qual está submetido. Na América Latina o país que aplica as alíquotas mais altas é o Brasil. Fazendo com que o preço final da cerveja fique 56% mais caro. Mas percebendo um crescimento positivo do segmento, a indústria já está pensando em maneiras de melhorar essa situação. O Projeto de Lei 967/22, é uma dessas ideias, que visa isentar o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) das cervejas sem álcool, esse projeto pode isentar o IPI em um período de cinco anos. Se tornando um grande alívio para o setor, que enfrenta hoje uma alíquota de 6%.

 

Leia mais

SCTODODIA - Ligados em tudo Grupo Catarinense de Rádios
Alfredo Del Priori, 430 Centro | Criciúma - SC | CEP: 88801630
(48) 3045-5144
SCTODODIA - Ligados em tudo © Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.