Sábado, 20 de abril de 2024

COLUNISTAS

Denis Luciano

Câmara de Criciúma: 1 segundo que diz tudo

08/05/2023 23h00 | Por: Denis Luciano
Salvaro já teve 15 dos 17 vereadores. Hoje, de vozes ativas, já são menos...

Para ser mais exato: 1 segundo e 3 centésimos. Fração que permitiu a um vereador sobrepor uma colega sua e exprimir, em poucas palavras, o tamanho da preocupação de uma base aliada que, mesmo gigante em números (maioria absoluta), não consegue fazer uma defesa eficiente de um governo.

Eis o cenário político de Criciúma na perspectiva do Legislativo. Eis um dos preços que Clésio Salvaro (PSDB) vai pagando nos últimos meses de seu governo.

A discussão prometia ser leve. E é esse sentimento, de que não enfrenta maiores dores de cabeça na Câmara, que fez o Executivo dormir há muito em berço esplêndido em se tratando de vereadores. Mas, conforme a eleição se aproxima, o cenário vai mudando.

Entrou em pauta na sessão desta segunda-feira (8) um requerimento da Comissão de Obras. O colegiado pedia ao Executivo providências em relação ao único caminhão que percorre a cidade fazendo manutenções em bocas de lobo. Esse caminhão está quebrado, em manutenção em uma empresa de Laguna. Deve levar mais 20 dias para voltar. 

O vereador Paulo Ferrarezi (MDB) foi lá e criticou. O vereador Toninho da Figueira (PSDB), idem. O vereador Juarez de Jesus (PSD) arrematou. Detalhe: um do partido do prefeito, outro do partido do vice... Vencido (e aprovado) esse requerimento, veio outro. Um questionamento às precárias condições da Unidade de Saúde do Bairro Nova Esperança, que tem projeto pronto de recuperação há 7 anos, passaram os prefeitos Márcio Búrigo e Clésio Salvaro e nada.

Antes de Ferrarezi voltar à tribuna para elencar críticas, enquanto a secretária da mesa, vereadora Roseli de Luca Pizzolo (PSDB), lia o requerimento, veio no fundo o desabafo que a Cidade em Dia flagrou, grifou e repetirá com a necessária ênfase e a devida explicação nesta terça: "tem que começar a defender", desabafou o vereador Salésio Lima (PSD), antes de uma nova rodada de críticas ao Paço. E assim foi, com um bate bola entre Paulo Ferrarezi e Obadias Benones (Avante).

O silêncio do líder do governo, vereador Toninho da Imbralit (PSDB), e dos demais da numerosa base (com as devidas defecções elencadas entre os citados acima), evidenciou o verdadeiro Saara que se tornou a base aliada a Salvaro. Enorme em números, escassa em argumentos de defesa. Uma pedra no sapato para o prefeito que, ao que tudo indica, terá concorrências ao seu projeto na eleição de 2024. 

Parecem pautas não tão expressivas, talvez muitos no Paço deem de ombros (o próprio Salvaro, quem sabe), mas o desabafo de Salésio ("tem que começar a defender") é suscetível: afinal, ele quer ser o candidato a vice-prefeito na chapa do Paço, como será se a Câmara que ele preside, com ampla maioria, não consegue equilibrar debates a priori simples?

A grande lição que fica para o próximo prefeito: é preciso alinhar números (de vereadores) com argumentos, discursos e conteúdo. Senão... aí está o resultado.

Esse é um dos temas que vão marcar o primeiro aniversário do Em Dia com a Cidade com a nossa apresentação, nesta terça, a partir das 6h30min, na Cidade em Dia. Até lá!

Denis Luciano

Denis Luciano

Denis Luciano é jornalista e radialista com 28 anos de experiência em rádio, TV, jornal e web em Santa Catarina e Rio Grande do Sul, além de professor universitário. Apresentador e coordenador da Rádio Cidade em Dia.

Opiniões do colunista não representam necessariamente o portal SCTODODIA.com.br

VER COLUNAS
SCTODODIA - Ligados em tudo Grupo Catarinense de Rádios
Alfredo Del Priori, 430 Centro | Criciúma - SC | CEP: 88801630
(48) 3045-5144
SCTODODIA - Ligados em tudo © Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.