Segunda-feira, 20 de maio de 2024

COLUNISTAS

Denis Luciano

Salvaro no PSD: como foi a reunião de despedida do PSDB

07/06/2023 20h35 | Por: Denis Luciano
Salvaro na reunião do PSDB no fim da tarde / Divulgação

Foi um encontro breve, de menos de uma hora. Tempo suficiente para Clésio Salvaro dar fim, publicamente, a uma história de duas décadas no PSDB. Diante de vereadores, suplentes e filiados, o prefeito comunicou, no início da noite desta quarta-feira (7), o que já se sabia e só faltava a palavra dele: está de malas prontas e assina ficha no PSD no grande ato estadual que o partido prepara para o próximo dia 26.

Salvaro fez circular uma nota justificando sua decisão. Ele não se pronunciará, nem em entrevistas nem por redes sociais, até a filiação no PSD. Na nota, que reproduziremos abaixo, Salvaro lembra que a mudança é fruto de muita reflexão, pautou-se em mudanças no cenário político mas não aprofunda aquilo que, em algumas manifestações recentes, deixou claro: ficou descontente com rumos estaduais e nacionais dos tucanos. 

Os vereadores foram cautelosos. Nenhum deles cravou que migrará com Salvaro, e por uma simples razão: eles precisarão ler o cenário com atenção para ver se haverá espaço no partido, que já conta com seu time que não é pequeno e já vinha sendo montado por outro personagem que ainda está em silêncio: o deputado federal Ricardo Guidi, presidente municipal do PSD e pré-candidato à prefeitura em 2024.

Mas os vereadores ainda têm o tempo a seu favor: eles só mudam de partido, se quiserem, em março, quando da janela partidária, sem prejuízo às suas cadeiras. Mas é possível que Márcio Darós, Roseli de Lucca Pizzolo e Geovana Benedet Zanette tentem achar espaço no PSD, embora as candidaturas de Roseli e Geovana à reeleição ainda estão sujeitas a estudo. Toninho da Imbralit, que não pretende concorrer em 2024, deve ficar no PSDB. Nícola Martins tende a migrar para o PL, algo que já articulava há mais tempo. Arleu da Silveira já anunciou que ficará no PSDB, ao menos por enquanto, e seguindo como o nome de Salvaro para concorrer a prefeito.

Salvaro reforçou, no encontro, que gostaria de ter todos em uma aliança, não necessariamente no mesmo partido, mas não escondeu que seguirá trabalhando, no PSD, para viabilizar a candidatura de Arleu. Situação mais delicada passam a viver a deputada federal Geovania de Sá e o secretário de Saúde Acélio Casagrande. Os dois não tem como migrar, senão ela perde sua cadeira na Câmara Federal e ele deixa a primeira suplência de deputado estadual. Geovania e Acélio vão, inclusive, passar a conduzir o PSDB criciumense com as saídas de Salvaro e do atual presidente, Vágner Espindola, que também anunciou sua saída. Vaguinho tratará nos próximos dias da transição da presidência tucana para Geovania ou Acélio.

Acélio Casagrande não escondeu, nos bastidores, um certo desconforto. Chegou a lembrar que tomou o rumo do PSDB, depois de anos no MDB, por influência direta de Salvaro. O conselho do prefeito, para que todos analisem seus rumos com calma e paciência, observando o cenário, foi também um claro recado para o próprio Acélio, que certamente não arriscará sua condição de suplente na Alesc, e tentará algum protagonismo pelo PSDB. Quem sabe, até, alguma posição de candidato em majoritária na eleição que está por vir.

Abaixo, a nota de Clésio Salvaro à imprensa:

Sou filiado desde 2002 no PSDB, pelo qual fui eleito deputado estadual, eleito e reeleito prefeito de Criciúma.

Depois de muito refletir, frente às últimas mudanças do cenário político, tomei a difícil decisão de me desfiliar. Deixo no PSDB grandes amigos. Reconheço e agradeço todo apoio que tive na sigla nestes anos de história. Sempre fui bem recebido e apoiado em todas as eleições que participei. 

Agradeço as lideranças federais, estaduais e municipais que sempre deram respaldo ao nosso governo, trazendo recursos e auxiliando na concretização de projetos que beneficiam Criciúma. Serei grato por tudo, por todos e pelas oportunidades.

Reafirmo aqui minha gratidão e desejo que o PSDB continue crescendo e contribuindo na construção de uma democracia forte, com desenvolvimento e justiça social.

Sigo um novo caminho no PSD, mas mantenho meus princípios, valores e meu trabalho em prol de Criciúma e de Santa Catarina.

Clesio Salvaro

Denis Luciano

Denis Luciano

Denis Luciano é jornalista e radialista com 28 anos de experiência em rádio, TV, jornal e web em Santa Catarina e Rio Grande do Sul, além de professor universitário. Apresentador e coordenador da Rádio Cidade em Dia.

Opiniões do colunista não representam necessariamente o portal SCTODODIA.com.br

VER COLUNAS
SCTODODIA - Ligados em tudo Grupo Catarinense de Rádios
Alfredo Del Priori, 430 Centro | Criciúma - SC | CEP: 88801630
(48) 3045-5144
SCTODODIA - Ligados em tudo © Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.