Domingo, 19 de maio de 2024

COLUNISTAS

Denis Luciano

Sambão da Democracia: a carta falsa do MDB

31/07/2023 22h25 | Por: Denis Luciano
Parte da polêmica carta do MDB. Leia a íntegra abaixo / Reprodução

Na última sexta-feira (28), referi na coluna que assino no Jornal Tribuna de Notícias, e comentei na Rádio Cidade em Dia, o seguinte conteúdo:

Singela. Pareceu brincalhona até. Mas de fato, ao menos um amigo próximo, emedebista de carteirinha, havia anunciado que daria as caras lá pelo samba. Afinal, era o "Sambão da Democracia". Mas é fato também que o festivo evento estava sendo organizado por uma turma identificada com o mandato da vereadora Giovana Mondardo (PCdoB).

Ciente disso, o MDB me enviou uma nota na tarde de sexta. Nela, bateu forte nos comunistas, fez uma dura leitura ideológica para distanciar os emedebistas da turma do PCdoB. Detalhe: tudo isso para justificar que nada tinha a ver com o tal Sambão da Democracia, a partir da interpretação que deram à notinha pinçada acima. Abaixo, a tal nota do MDB:

Nesta segunda, voltei a tratar do tema no TN, com os respectivos comentários no Em Dia com a Cidade...

Como faz de hábito, o vereador Paulo Ferrarezi, presidente do MDB de Criciúma, foi ler a coluna. E se deparou com essa nota. E tomou um susto. E pegou o telefone e nos ligou. E ali estava dada a senha da crise. "Quem te mandou essa nota?", perguntou o vereador, amavelmente como é de seu hábito, de fino trato que é. Respondi que se tratava de uma pessoa identificada com o MDB, de influência local nos bastidores do partido. Encaminhei a íntegra da nota.

De pronto, o presidente Ferrarezi respondeu: "é falsa. Eu nunca escrevi isso, nem autorizei que escrevessem no meu nome". Pronto, detonada uma crise no MDB criciumense. Ocorre que a nota está com assinatura de Ferrarezi. Falsa, portanto. Trata-se de um crime, redigir um documento em nome de alguém sem que este alguém esteja ciente e de acordo com o conteúdo. 

O fato gerou enorme revolta entre emedebistas, especialmente os históricos. Eraldo Peruchi, articulador de tantas campanhas e de inúmeras jornadas vitoriosas no auge do então PMDB de Criciúma, alarmado com o ocorrido, telefonou para o ex-deputado federal Ronaldo Benedet que, ao se deparar com o conteúdo, indignou-se também e, de pronto, na qualidade de coordenador regional, procurou o presidente Ferrarezi. 

Feitas as cobranças, dadas as explicações e já alcançados os nomes dos suspeitos de envolvimento na fraude, o MDB fará sua reunião interna para lavar a roupa suja na próxima quinta-feira. O presidente Paulo Ferrarezi vai se pronunciar sobre a confusão nesta terça, no Em Dia com a Cidade, às 7h45min. Vale conferir!

Denis Luciano

Denis Luciano

Denis Luciano é jornalista e radialista com 28 anos de experiência em rádio, TV, jornal e web em Santa Catarina e Rio Grande do Sul, além de professor universitário. Apresentador e coordenador da Rádio Cidade em Dia.

Opiniões do colunista não representam necessariamente o portal SCTODODIA.com.br

VER COLUNAS
SCTODODIA - Ligados em tudo Grupo Catarinense de Rádios
Alfredo Del Priori, 430 Centro | Criciúma - SC | CEP: 88801630
(48) 3045-5144
SCTODODIA - Ligados em tudo © Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.