SCTODODIA - Ligados em tudo

Escolha a sua região:

Quarta-feira, 19 de janeiro de 2022

COLUNISTAS

Eduardo Mota Pereira

Cuidado com os "salvadores"

15/01/2022 08h00 | Atualizada em 14/01/2022 19h09 | Por: Eduardo Mota Pereira

Você é daqueles que tem ideias pra tudo, que quer mudar o mundo e acredita que sabe melhor do que todos o que é bom pra sociedade? Parabéns, você é um ditador em potencial. Neste artigo, vou abordar sobre o perigo de ideias aparentemente “revolucionárias”, e de como seus seguidores podem representar uma ameaça ao Estado Democrático de Direito.

Vou definir ideias “revolucionárias” como qualquer tipo de ideologia que visa alterar ou intervir demais na ordem das coisas. Ficou confusa essa frase, né? Pense na teoria do caos, que estabelece que qualquer mudança nas condições iniciais de algum sistema complexo gera um “caos”, ou seja, gera resultados imprevisíveis. Pensou? Agora aplique esse conceito à sociedade e à política.

Todas as ideias, tradições, culturas e hábitos construídos durante séculos, de maneira totalmente não-planejada, quase que epistêmica na verdade, culminaram em determinado povo, em como ele é hoje, representam as condições iniciais de um sistema complexo (que é a sociedade). A política é a ferramenta pela qual os revolucionários tentam demolir todo esse conhecimento, para implementar algo totalmente inovador e exótico. Ou seja, mexer nas condições iniciais do sistema, gerando caos e incerteza.

Antes de prosseguir, é importante deixar bem claro: não sou contra as pessoas terem suas ideologias e modos de verem o mundo. O que é necessário compreender é que, existem ideais e pessoas, que se colocam como “salvadores”, que acreditam que vão resolver todos os problemas da sociedade. Mas não é assim. Como foi argumentado acima, a sociedade é um sistema complexo, e o fluxo de acontecimentos não segue uma ordem constante. Não tem como saber a solução de tudo, pelo simples fato de que não conhecemos tudo.

 

Pessoas que se colocam como salvadores e virtuosos, que sabem tudo, que entendem tudo, muitas vezes, utilizam essa imagem para mascarar suas reais intenções autoritárias. O que esses cidadãos querem, na verdade, é impor suas ideologias acima de tudo e todos, não aceitando qualquer tipo de oposição. Essas ideologias, em sua grande maioria, têm como objetivo criar um modelo de sociedade perfeita, sem qualquer tipo de problema, onde todos vivem plenamente felizes. E convenhamos, não há nada mais ilusório do que isso!

O mundo, devido à sua natureza caótica, nunca será 100% perfeito e totalmente bom. Problemas sempre existirão. Guerras, fome, miséria e desigualdade, são exemplos de fatores que estarão presentes na sociedade, quer a gente queira, ou não. O máximo que podemos fazer é tentar reduzir esse “caos”. Mas nunca venceremos todas essas chagas, pois elas são parte da natureza humana. O homem é o lobo do próprio homem, como diria o filósofo britânico Thomas Hobbes. E o será até o momento em que o sol, que nos dá a vida, nos engolir completamente.

Por isso, sobretudo em época de eleição, o que eu peço é: cuidado com quem diz possuir a solução para tudo. Quem quer salvar o mundo, muitas vezes, tem o desejo de governá-lo, pois querer uma sociedade perfeita implica em mantê-la sob total controle e vigilância, para que todos sejam iguais, para que não haja conflito e as pessoas sejam felizes. Contudo, o único fim que é atingido através desse meio, é o totalitarismo e a ditadura.

OUÇA NOSSAS RÁDIOS

SCTODODIA - Ligados em tudo Grupo Catarinense de Rádios
Alfredo Del Priori, 430 Centro | Criciúma - SC | CEP: 88801630
48 3045.5144
SCTODODIA - Ligados em tudo © Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.