SCTODODIA - Ligados em tudo

Escolha a sua região:

Invista no posicionamento digital da sua empresa com o Estúdio SContime!CLIQUE AQUI
Sexta-feira, 28 de janeiro de 2022

COLUNISTAS

Eduardo Mota Pereira

Vote por sua região (ou em quem você quiser)

27/12/2021 10h21 | Atualizada em 27/12/2021 14h03 | Por: Eduardo Mota Pereira

Caro leitor, o que você está prestes a ler não se trata de uma simples coluna onde faço alguma análise sobre política, mas sim, um desabafo. O fato lamentável que ocorreu na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, essa semana, me fez refletir sobre algumas crenças comuns a respeito da política muito difundidas por aí, mas que devem ser questionadas por motivos que explicarei neste presente texto.

Para quem não acompanhou, na última terça-feira (21), a Alesc aprovou um “pacotão” de gastança e privilégios para a alta casta do funcionalismo público, sem qualquer discussão ou debate com a sociedade. O lamentável projeto, de autoria do Governo do Estado de Santa Catarina, recebeu, com razão, inúmeras críticas. Contudo, a grande maioria dos deputados votaram de maneira favorável à proposta.

Nas eleições de 2018, as entidades encamparam diversas campanhas que tinham como objetivo incentivar os eleitores a escolherem candidatos de suas respectivas regiões. Aqui na Amurel, foi levantado o slogan “vote pela Amurel”. Não houve tanta adesão e apenas dois candidatos se elegeram. Agora, adivinhe como votaram os deputados da região no “pacotaço” de fim de ano do governo? Foram favoráveis, como a grande maioria dos outros deputados.

 

Mas, afinal de contas, o que o “pacotaço” do governo tem a ver com as pessoas escolherem políticos de suas regiões? O problema é que, a escolha por um candidato não deve levar em consideração a região da qual ele é oriundo, mas sim, sua capacidade de atuação como político e sua integridade. Não que não possam existir bons candidatos em nossa região, muito pelo contrário, mas a localidade de determinado político não pode ser um critério para sua escolha em uma eleição, pois podemos eleger candidatos apenas por que estão próximos de nós, sem saber se ele realmente é capacitado, e isso pode gerar votos em projetos ruins, como o dessa semana.

É interessante ter algum representante para trazer emendas e recursos para a cidade, mas nada disso é função de um deputado. A função de um deputado é legislar e fiscalizar as ações do poder executivo, atributo que pouquíssimos em nossa Assembleia fazem. A maioria apenas indica emendas para suas regiões e fica por isso. Indicam emendas de R$ 500 mil ou R4 1 milhão e votam de maneira favorável a um projeto que vai nos custar mais de R$ 1 bilhão! Quem perde é o catarinense. Vote em quem você quiser!

OUÇA NOSSAS RÁDIOS

SCTODODIA - Ligados em tudo Grupo Catarinense de Rádios
Alfredo Del Priori, 430 Centro | Criciúma - SC | CEP: 88801630
48 3045.5144
SCTODODIA - Ligados em tudo © Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.