SCTODODIA - Ligados em tudo

Escolha a sua região:

Invista no posicionamento digital da sua empresa com o Estúdio SContime!CLIQUE AQUI
Segunda-feira, 23 de maio de 2022

COLUNISTAS

Eduardo Ventura

O dilema para os clubes sem calendário

04/04/2022 11h52 | Atualizada em 06/04/2022 14h16 | Por: Eduardo Ventura
Camboriú comemora o vice-campeonato catarinense. Foto: Imprensa/Camboriú FC

O calendário do futebol brasileiro precisa ser revisto o quanto antes. Essa já é uma discussão de vários anos, pois com a criação da Série D, em 2009, quando um clube classificado pelo estadual joga a competição no ano seguinte. O que ocorre é que muitos  clubes ficam com até 8 meses sem calendário oficial.

Vou dar um exemplo do nosso quintal, o Camboriú, vice-campeão catarinense, o time só retornará às atividades em novembro, para disputar a primeira divisão em 2022.

Classificado para a série D em 2023 e Copa do Brasil, o clube não tem a necessidade de disputar a Copa SC, que inicia em agosto. A competição vale ao campeão, que já possui vaga na competição nacional do ano que vem, então não precisa disputa-lá, economiza o dinheiro para o estadual.

Para o ano que vem, o clube terá em caixa a cota da Copa do Brasil, no grupo III onde será inserido na competição deste ano. Para participar da primeira fase, o time abocanhou R$ 620 mil reais.

Para os clubes que disputam a quarta divisão nacional, cada um dos 64 participantes recebem um valor de cota de R$ 120 mil reais, que consiste em transporte (com 25 passagens por delegação), hospedagem, alimentação, custos de arbitragem e dopagem. A CBF deve gastar cerca de R$ 100 mil por partida. 

Com premiação extra aos clubes que conquistarem o acesso, no caso, com R$ 320 mil ao campeão, R$ 250 mil ao vice, R$ 150 mil ao 3º e R$ 100 mil ao 4º. Os dois finalistas ainda vão ganhar um veículo da Fiat, patrocinadora da confederação brasileira.

Em Tubarão, o Hercílio Luz sofre do mesmo problema, volta em Agosto para a disputa da Copa SC, para dar seguimento a preparação para a competição de 2023, ano em que terá calendário com a disputa da Série D.
 

publicidade

Mas isso é para o ano que vem, os clubes sofrem desmanches no seu elenco, ou renovam o vínculo e emprestam. Cito caso semelhante no estado vizinho, no Paraná, o Maringá que foi vice-campeão paranaense, também vive o mesmo dilema do Camboriú.

Maringá perdeu a decisão para o Coritiba, esta sem calendário para o restante da temporada. Foto:Divulgação/FPF

Sem esse ajuste no calendário nacional, esses clubes não conseguem dar prosseguimento em plano de sócios, venda de material esportivo, ou seja, ficam esquecidos por um tempo.

No Nordeste, os clubes têm a oportunidades além do estadual. Lá eles disputam a Copa do Nordeste, a competição reúne dezesseis clubes, e tem sido uma fonte rentável para os times participantes nos últimos anos. O Fortaleza, que foi campeão no sábado (2), ganhou mais de R$ 3,5 milhões em cota de participação.

Mas um imbróglio com a CBF deve pôr fim a competição, pois a Copa do Nordeste de 2022, foi a “última” do acordo judicial entre a Liga do Nordeste e a CBF, que optou por colocar o torneio no calendário, durante dez anos, para não pagar uma indenização milionária. Embora o martelo ainda não tenha sido batido, nos bastidores a continuidade em 2023 é tida como natural.

Fortaleza bateu o Sport da final e conquistou a Copa do NordesteMateus Lotif / Fortaleza EC
Fortaleza bateu o Sport da final e conquistou a Copa do Nordeste. Foto: Mateus Lotif/Fortaleza EC

Sem contar que o clube campeão da Copa do Nordeste, entra de forma direta na terceira fase da Copa do Brasil, ou seja, com uma cota fixa de R$ 1,9 milhões. E se conseguir chegar as oitavas de finais, o valor sobre para R$ 3 milhões.
 

OUÇA NOSSAS RÁDIOS

SCTODODIA - Ligados em tudo Grupo Catarinense de Rádios
Alfredo Del Priori, 430 Centro | Criciúma - SC | CEP: 88801630
48 3045.5144
SCTODODIA - Ligados em tudo © Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.