Sábado, 25 de maio de 2024

COLUNISTAS

Fernando Barbosa dos Santos

A prosperidade sustentável começa quando reconhecemos que todos merecem não apenas sobreviver, mas prosperar

25/01/2024 11h18 | Por: Fernando Barbosa dos Santos

Hoje a pobreza, principalmente a extrema e a fome são as problemáticas mais desafiadoras tanto local quanto globalmente, nesse horizonte onde buscamos uma sociedade mais justa, é de extrema importância vislumbrarmos os objetivos 1 e 2, ODS 1 erradicação da pobreza em todas as suas formas e o ODS 2 Eliminação da Fome. Traçar um caminho para a construção de uma sociedade mais justa, equitativa e um futuro sustentável passa por esses objetivos inegociáveis em literalmente assegurar que ninguém será deixado para trás, na busca pela prosperidade.

ODS 1 Erradicação da Pobreza: Um compromisso fundamental, o primeiro ODS tem como princípio e busca, a erradicação da pobreza como pedra fundamental no desenvolvimento sustentável, pois como vimos anteriormente, o conceito de desenvolvimento sustentável, estabelece as dimensões Social, Econômica, Ambiental e Institucional. Reconhecendo que a situação de pobreza é um entrave para o progresso em todas as suas formas, este objetivo visa não só apenas reduzir, mas eliminar a privação e desigualdades. A abordagem vai além de números, indicadores e estatísticas; trata-se de devolver a dignidade às vidas humanas.

Alcançar a erradicação da pobreza requer não apenas ações imediatas, mas também uma abordagem estrutural para conhecer as raízes do problema. Emponderar as comunidades, criar oportunidades econômicas inclusivas e promover acesso igualitário aos recursos são elementos essenciais desta jornada.

ODS2 Eliminação da Fome: Nenhum Ser Humano Deve Passar Fome, o segundo ODS estabelece como imperativo moral a eliminação da fome. Reconhecendo que a fome não é apenas um problema de escassez de alimentos, mas muitas vezes um resultado de desigualdades estruturais, este objetivo propõe uma transformação radical nos sistemas alimentares e na produção.

A busca pela eliminação da fome envolve não apenas o aumento da produção de alimentos, mas também a promoção da agricultura sustentável e familiar, o acesso equitativo a recursos agrícolas e a criação de sistemas de distribuição mais eficientes e sustentáveis. Garantir que cada pessoa tenha acesso a uma nutrição adequada, uma cesta básica completa e atualizada é um compromisso que transcende fronteiras e exige a cooperação de todos os atores da sociedade.
 

Reconhecendo e buscando soluções para as vulnerabilidades: Os ODS têm como objetivo, alcançar uma sociedade verdadeiramente sustentável, para isso é imperativo proteger os mais vulneráveis. Isso inclui não apenas a garantia de condições básicas de vida, mas também a promoção de oportunidades para que cada indivíduo alcance seu potencial pleno. Além disso, é essencial considerar as disparidades de gênero, etnia e geografia que muitas vezes agravam a pobreza e a fome. Propondo assim abordagens integradas que levem em consideração a diversidade de desafios que as comunidades enfrentam tanto a nível local quanto global.

Um Compromisso Coletivo para um Mundo Mais Justo: Ao abordar a erradicação da pobreza e a eliminação da fome, os ODS não são apenas objetivos distantes; são um chamado à ação imediata. Cada passo que damos em direção a essas metas é um investimento no futuro que queremos construir: um mundo onde a dignidade humana é preservada e garantida, onde ninguém é privado do direito fundamental de alimentar-se de forma adequada. Os compromissos estabelecidos pela Agenda 2030 é um lembrete poderoso de que a luta contra a pobreza e a fome é um esforço coletivo. Este é um convite para que governos, organizações, comunidades e cada um de nós se envolva ativamente. 

Fernando Barbosa dos Santos

Fernando Barbosa dos Santos

Fernando Barbosa dos Santos é consultor em Desenvolvimento Sustentável, atuando como advocacy ODS/SDG, plano de desenvolvimento local. Realiza pesquisa na área de desenvolvimento sustentável das cidades, resultando na criação da Simbiose Urbana. Atualmente é coordenador geral do comitê ODS Criciúma que compreende AMREC e AMESC no Movimento Nacional ODS SC.

Opiniões do colunista não representam necessariamente o portal SCTODODIA.com.br

VER COLUNAS
SCTODODIA - Ligados em tudo Grupo Catarinense de Rádios
Alfredo Del Priori, 430 Centro | Criciúma - SC | CEP: 88801630
(48) 3045-5144
SCTODODIA - Ligados em tudo © Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.