Sexta-feira, 12 de abril de 2024

COLUNISTAS

Katiane Vieira

A arte de dizer “Não” 

21/02/2024 13h40 | Por: Katiane Vieira

A dificuldade em dizer "não" é uma luta comum enfrentada por muitas pessoas, especialmente aquelas que se sentem pressionadas a atender constantemente às expectativas dos outros. Esse desafio está frequentemente enraizado no medo de desapontar alguém, na culpa por não ser suficientemente útil ou até mesmo na crença de que dizer "sim" é a única forma de ser valorizado. Esse comportamento pode levar a um excesso de compromissos e responsabilidades, causando estresse, esgotamento e, paradoxalmente, um sentimento de inadequação. 

Um estudo publicado no Journal of Social Psychology indica que a incapacidade de dizer "não" está frequentemente ligada a traços de personalidade como o altruísmo excessivo e a necessidade de aprovação. Contudo, aprender a estabelecer limites saudáveis é essencial para manter o equilíbrio na vida pessoal e profissional. 

 

Compreendendo a dificuldade de dizer “não” 

A relutância em recusar pedidos ou oportunidades muitas vezes vem de uma boa intenção: o desejo de ajudar os outros e ser percebido como cooperativo e competente. No entanto, ao não estabelecer limites claros, corremos o risco de sobrecarregar nossa agenda, negligenciar nossas próprias necessidades e até mesmo comprometer nosso bem-estar. 

 

Estratégias para aprender a dizer “não” 

  • Autoconhecimento: Entender suas prioridades, valores e limites é o primeiro passo. Isso ajuda a identificar quando um compromisso ou pedido está alinhado com seus objetivos pessoais e quando não está. 
  • Reconhecer a importância do “não”: Dizer "não" não é apenas sobre recusar pedidos; é uma forma de autorespeito e preservação da energia para as coisas que realmente importam. 
  • Praticar a assertividade: Ser assertivo significa expressar seus pensamentos e sentimentos de forma clara e respeitosa. Isso inclui a habilidade de recusar pedidos sem se sentir culpado. 
  • Estabelecer limites claros: Definir e comunicar seus limites é crucial. Isso pode envolver definir regras sobre sua disponibilidade ou o tipo de tarefas que está disposto a assumir. 
  • Aceitar que desapontamentos são inevitáveis: Não é possível agradar a todos o tempo todo. Entender e aceitar isso pode ajudar a aliviar a culpa associada ao dizer "não". 

 

Dizer "não" é uma habilidade vital que promove o respeito próprio e o equilíbrio na vida. Embora possa ser desafiador no início, especialmente para aqueles acostumados a dizer sempre "sim", é um passo essencial para evitar o esgotamento e viver de maneira mais plena e autêntica. Este artigo busca incentivar a reflexão sobre a importância de estabelecer limites saudáveis e oferece estratégias práticas para desenvolver a confiança necessária para dizer "não" quando necessário. Ao fazer isso, abrimos espaço para compromissos e atividades que trazem verdadeira satisfação e significado para nossas vidas. 

Katiane Vieira

Desenvolvimento 360º

Escritora, treinadora e palestrante com foco em mudança de comportamento. Graduada em marketing, mestre em gestão de negócios e gestão de pessoas, várias formações e especializações em ciência do comportamento como: psicologia positiva, mindfulness, liderança, autoconhecimento, inteligência emocional, programação neurolinguística (PNL), coaching e neurociência do comportamento. Autora de vários livros sobre desenvolvimento humano e fundadora do Método E.C - Expansão da Consciência.

Opiniões do colunista não representam necessariamente o portal SCTODODIA.com.br

VER COLUNAS
SCTODODIA - Ligados em tudo Grupo Catarinense de Rádios
Alfredo Del Priori, 430 Centro | Criciúma - SC | CEP: 88801630
(48) 3045-5144
SCTODODIA - Ligados em tudo © Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.