Sábado, 25 de maio de 2024

COLUNISTAS

Katiane Vieira

Como usar o medo a seu favor

14/12/2023 07h44 | Por: Katiane Vieira

Falar em medo é sempre algo muito particular, afinal, cada pessoa interage de maneira diversa às situações. Você já parou para pensar qual é o seu maior medo? 

Embora o medo seja uma reação de alerta muito importante para a sobrevivência dos seres humanos, em alguns casos ele pode ser paralisante. Medo da mudança, medo do fracasso, medo do desconhecido, medo de errar, medo de ser diferente, medo de ser rejeitado. Tudo isto pode nos paralisar. 

O medo é o responsável por nos manter na prisão do confortável e previsível. Isto ocorre quando passamos a preferir renunciar à originalidade, conformados com nosso destino, dizendo que o melhor a fazer é deixar as coisas como estão. Aprisionados pelo medo, abandonamos sonhos, e começamos a nos sentir insatisfeitos e frustrados. 

Segundo dados do National Institute of Mental Health dos EUA, 20,8% das pessoas sentem medo de alguma coisa o tempo todo. O medo se tornou um dos maiores problemas psicológicos do nosso tempo – e virou parte do dia a dia de todo mundo. 
Para o general George Patton  “O medo mata mais pessoas que a própria morte.” 

Afinal, a morte só leva a melhor uma vez na vida, já o medo, pode nos consumir uma e outra vez – de forma sutil algumas vezes e de forma abrupta de outras. Entretanto, se continuamente evitarmos aquilo que nos causa medo, podemos acabar no lado mais sombrio da nossa zona de conforto, afetando a nossa vida nas mais diferentes áreas, afinal, o medo tem o poder de mudar a maneira como tomamos decisões sobre nossas vidas. 

Como virar o jogo 

O medo pode ser um grande motivador. Por vezes um bloqueio no nosso caminho pode precisar ser derrubado para que nós possamos crescer. Superar um bloqueio ou obstáculo na vida nos dá uma experiência de aprendizagem que não poderíamos obter de outra forma. Se dirigirmos nossa energia no caminho certo, o medo poderá ser o propulsor para começarmos a agir e seguir em frente. Este é o primeiro passo para libertar-se de tudo o que o limita e prende.

Embora a tarefa possa lhe parecer difícil e pouco familiar, acredite, ela não é! Superar o medo é libertador. Você irá se sentir mais leve, energizado, relaxado e confiante! 

Para começarmos, aqui estão três verdades sobre o medo que irão lhe ajudar a controlá-lo, em vez de deixar que ele o domine. 
1.  É preciso reconhecê-lo. 
A primeira chave para lidar com qualquer medo é aceitá-lo e admiti-lo. Uma das piores coisas que você pode fazer é tentar ignorar que você tem medo. Negar que o medo existe não irá ajudá-lo a superar o medo e ainda pode levá-lo a tomar decisões erradas. Decisões tomadas baseadas no medo, nos impede de alcançar aquilo que queremos. 

É preciso reconhecer que você está com medo, explore de onde ele está vindo e delineie o que precisa acontecer para que você possa superá-lo. Muitas vezes, o simples fato de escrever seu medo em uma folha de papel ou dizer em voz alta o que você teme, vai começar a remover parte do poder que este medo exerce em você. 
   
2.  Questione seus pensamentos  
Pensamentos deixaram de ser uma mera capacidade do ser humano e passou a ser considerado um dos grandes males da sociedade moderna, não por conta de pensar, mas sim pela quantidade e pela qualidade dos pensamentos. Nossas mentes vagam constantemente por ideias, lembranças, desejos e sonhos. Nós temos uma enorme capacidade para especular e imaginar. Isto poderia ser um trunfo, entretanto, é um problema quando as coisas que imaginamos provocam medo. 

Podemos imaginar os piores cenários, as coisas mais ruins, um fracasso sem fim. E quanto mais pensamos, mais o “e se” em sua forma mais sombria toma conta de nossa mente. “E se não der certo?”, “E se eu falhar?”, “E se eu não conseguir?”, “E se eu fracassar?”. Habitualmente, são estes pensamentos que acabam bloqueando nossas ações. 

Sempre que você começar a pensar de forma negativa, force-se a parar o seu pensamento. Em um certo ponto, você simplesmente tem que perceber que estes pensamentos estão lhe causando medo, lhe bloqueando. Diga a si mesmo, “Basta”, “Para”. É preciso escolher abandonar esses pensamentos, em vez de sucumbir a esse medo em sua mente. 
    
3. Perceba que a maioria de seus medos são irracionais. 
A melhor maneira de lidar com uma resposta emocional de medo é questioná-lo. É importante perceber que ele deriva apenas de um pensamento. Nem tudo o que pensamos é real, aconteceu ou tem de vir a acontecer. Ainda que muitas vezes possamos sentir que um determinado pensamento é real, esse pensamento não é a realidade, especialmente aqueles pensamentos sobre o que vai acontecer no futuro. Podemos ter um forte sentimento sobre o que poderá acontecer, mas não sabemos com toda a certeza. Não há nenhuma maneira de saber o que o futuro nos reserva.  Isto significa que o que estamos pensando não é com base em conhecimento, mas sim em ideias ou projeções, não podemos prever o futuro. E essas ideias são influenciadas principalmente pelo sentimento de medo. Por isto, o passo mais importante a ser dado para não ser prejudicado por um sentimento de medo, é reconhecer esses pensamentos pelo que eles são: apenas pensamentos, não a realidade. 

Agora que você já sabe de onde vem o medo e como reconhecê-lo, que tal conhecer alguns passos para transformá-lo em algo motivador? 
   
1. Pense em suas opções:  
Quando você tiver que fazer uma escolha, tomar uma decisão, e de repente o sentimento de medo aparecer, por motivos que já falamos anteriormente, pegue papel e caneta e faça uma lista com os prós e contras do que aconteceria se: 

Você perseguir suas paixões e visão, apesar de seu medo; 
Você desistisse em função dos pensamentos que estão o limitando.
Quando você passar a fazer suas escolhas de forma racional, e não com base em seus medos, você estará um passo mais perto daquilo que você almeja. 
    
2. O próximo passo é realmente fazê-lo. 
Siga seus instintos e não seu medo. Você sabe qual o caminho certo. Sim, você pode agir em face do medo sem o mundo inteiro desabar sobre você. Embora este passo seja muitas vezes o mais difícil, você só precisa dar um passo de cada vez. Uma vez que o medo é reconhecido como irreal, o impedimento é removido e você será movido para a frente. 
Buda disse: “Um jarro enche gota a gota.” Lembre-se disso quando as coisas ficam difíceis. 
   
3. Atenção às recaídas! 
Tenha em mente que as falhas são inevitáveis, mas nada ajuda a aprender tão bem como falhar. De vez em quando, você irá falhar. Errar faz parte do processo de aprendizagem. Qualquer pessoa bem-sucedida irá dizer-lhe que, em um momento ou outro, falharam. 
Estas histórias de fracasso também são consistentemente amarradas com sucessos posteriores. O fracasso é uma excelente oportunidade para descobrir formas que não funcionam! 
   
4. Comemore! 
Aprecie sua força em trabalhar para superar seus medos e parabenize-se por isso. E, no futuro, tire esse conhecimento para obter mais força. Olhe para trás, veja as coisas que você costumava ter medo e de como as superou. Analise como você estava errado sobre certas coisas que costumavam paralisar você, e como você estava certo sobre as coisas que você sabia que era para fazer. Você encontrará novos medos menos intimidantes e suas realizações irão constantemente superar as inseguranças. 
A melhor parte sobre seguir estes quatro simples passos, é que cada vez que você obter uma vitória, você vai descobrir o que realmente estava por trás de seu medo, e quanto mais você enxergar, mais você irá explorar seu poder pessoal. 

Você se torna mais alinhado com quem você é e o que você quer na vida. Desta forma torna-se mais fácil perseguir seus sonhos com cada passo que você der. 

Você está pronto para transformar seus medos em poder? Qual é o seu primeiro ou o próximo passo?

Te espero lá!

Katiane Vieira

Desenvolvimento 360º

Escritora, treinadora e palestrante com foco em mudança de comportamento. Graduada em marketing, mestre em gestão de negócios e gestão de pessoas, várias formações e especializações em ciência do comportamento como: psicologia positiva, mindfulness, liderança, autoconhecimento, inteligência emocional, programação neurolinguística (PNL), coaching e neurociência do comportamento. Autora de vários livros sobre desenvolvimento humano e fundadora do Método E.C - Expansão da Consciência.

Opiniões do colunista não representam necessariamente o portal SCTODODIA.com.br

VER COLUNAS
SCTODODIA - Ligados em tudo Grupo Catarinense de Rádios
Alfredo Del Priori, 430 Centro | Criciúma - SC | CEP: 88801630
(48) 3045-5144
SCTODODIA - Ligados em tudo © Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.