Sábado, 18 de maio de 2024

COLUNISTAS

Milton Alves

As baleias podem emperrar a dragagem do Rio Tubarão

06/06/2023 06h30 | Por: Milton Alves

Deputado Pepe Colaço (Progressistas) revelou a este colunista estar bastante preocupado com um possível crescimento de regras estabelecidas na demarcada área de preservação ambiental do litoral Sul de Santa Catarina, instituída pela APA da Baleia Franca. Segundo Pepe, enquanto no litoral Norte tudo é possível planejar e construir, e o desenvolvimento astronômico de Balneário Camboriú é um exemplo disso, aqui estamos submissos a um amontoado de Leis e Decretos que impedem quase tudo. E como é da praxe, quando dos governos do PT, já existem rumores dando conta do interesse de se anunciar mais medidas restritivas.

As baleias acima dos homens

“Não sou contra proteger as baleias, os mananciais, o oceano e a natureza num todo, como também outros animais - marinhos ou não - mas é preciso que sejamos coerentes e sensatos quanto a esse regramento. O litoral Sul está fadado ao atraso permanente se não encontrarmos um ponto de equilíbrio entre o que não pode e o que é preciso ser feito”, declarou o deputado. “Nada contra Balneário Camboriú e outros municípios praianos do litoral Norte, pelo contrário, só que nós, aqui do Sul, também precisamos crescer. Não é possível que uma baleia impeça, por exemplo, que se drague o Rio Tubarão, algo necessário para protegermos nossas cidades e salvarmos vidas quando das enchentes”, disparou o parlamentar tubaronense.

Empecilho às licenças ambientais

Não tivemos tempo de conversar muito sobre essa questão específica, mas pelo que ficou entendido nas palavras do progressista, já existem movimentos por parte de alguns integrantes da APA da Baleia Franca no sentido de dificultar, ou, até mesmo impedir as licenças ambientais relativas a dragagem do Tubarão, sob o argumento de que dar profundidade a esse curso d’água poderia fazer com que as baleias entrassem rio acima, se perdendo e encalhando nas margens. Ou então que ficassem desorientadas e atacadas por um processo excessivo de estresse. Vale destacar que desde quando assumiu na Assembleia Legislativa, em fevereiro desse ano, Pepe tem manifestado preocupação com a situação do Tubarão e também de outros rios do estado, tanto que foi o proponente da criação da Frente Parlamentar das Dragagens dos Rios Catarinenses. Foi a partir daí, inclusive, que ao lado de membros da Comissão de Acompanhamento dos Projetos para Desassoreamento do Rio Tubarão: Woimer José Back, Rafael Marques e Patrício Fileti, iniciou contatos com as secretarias de estado que possam ajudar nos pleitos, como a da Defesa Civil, comandada pelo Coronel Armando Monteiro, por exemplo.

A Resex do Farol de Santa Marta

Na conversa que tivemos, Pepe Colaço não tocou nesse assunto, mas para quem ainda tem dúvidas sobre o interesse de ambientalistas em estender o controle sobre o mapa litorâneo Sul catarinense, basta lembrar da reunião que estava marcada para acontecer, às escondidas das autoridades, na semana passada em Laguna, onde pessoas ligados a APA-BF e ao Projeto Áreas Marinhas e Costeiras Protegidas (GEF-Mar), pretendiam retornar com o tema já rechaçado no passado pelos pecadores sobre a Reserva Extrativista Marinha do Cabo de Santa Marta, a famigerada Resex. Hoje dizem que a reunião não era para isso, mas apenas para atualizar um cadastro dos pescadores ligados ao GEF-Mar. Só não explicaram porque naquela ocasião, em que o povo invadiu o ambiente onde ia ser promovida a reunião, eles suspenderam tudo e saíram de fino. Se não tinha nada a ver com Resex, por que não continuaram?

SCTODODIA - Ligados em tudo Grupo Catarinense de Rádios
Alfredo Del Priori, 430 Centro | Criciúma - SC | CEP: 88801630
(48) 3045-5144
SCTODODIA - Ligados em tudo © Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.