Domingo, 19 de maio de 2024

COLUNISTAS

Milton Alves

Mudanças no trânsito: peçam melhorias, ao invés de ofender

10/07/2023 06h00 | Por: Milton Alves

Existem comportamentos que fogem um pouco da minha capacidade de compreensão. Neste final de semana acompanhei pelas redes sociais algumas manifestações oriundas de Oficinas, e neste caso mais específico, dos próprios moradores da rua São Geraldo, reclamando das mudanças feitas pela Gerencia de Trânsito na última sexta-feira. A referida via passa agora a ser de mão única no sentido Altamiro Guimarães à Marcolino Martins Cabral, e essa nova obrigação já começa um pouco antes, lá no entroncamento dela com a Princesa Isabel, numa pequena extensão da Antônio Delpizzo Junior que contorna o Posto Estação. A ideia da Secretaria de Trânsito com a mudança é fazer com que motoristas que deixam a - agora movimentada - região da Central de Polícia Judiciária, e queiram retornar ao Centro pela Marcolino Martins Cabral, evitem ter que entrar no sufoco do circuito entre os trilhos e a praça da Matriz, buscando a rua Laguna para chegar até a avenida. Assim, antes mesmo da sinaleira do cruzamento da Altamiro Guimarães com a Princesa Isabel, via que também virou mão única e só permite entrar no bairro, já poderão tomar à direita e chegar a Marcolino pela São Geraldo. Essa mudança também vai permitir que os veículos que estiveram na Antônio Delpizzo Junior, naquela região aos fundos da Policlínica Central de Oficinas, não precisem mais pegar a movimentada rua Laguna caso queiram ir para a Altamiro ou chegar até a Marcolino. Poderão ir um pouco mais à frente, atravessando a Princesa Isabel e tomando a São Geraldo no novo sentido adotado. Isso serve também para quem quiser evitar a sinaleira do cruzamento Altamiro/Princesa Isabel. Na verdade a São Geraldo apenas se integra a nova proposta de vias de “mão única” que vem sendo adotada para todas as ruas que atravessam a principal via arterial do bairro de Oficinas. Se observamos dos trilhos até o Morro do Caeté, somente uma das vias que atravessam a Altamiro será mantida em duas mãos: a Silvio Cargnin, já que a outra, que é a Rua dos Ferroviários, usará os dois modelos: mão dupla em direção ao campo, mão única em direção ao rio. Ficam com mão dupla também todas as que terminam na Altamiro Guimarães, as que não atravessam, como Silvio Burigo, Francisco da Silva Monteiro e Industriários.

O título original (sequência…)

E para justificar o título original desta coluna “…peçam melhorias ao invés de ofender…” resolvi ir testar in loco as mudanças. Ver quais os problemas que servem de base para as reclamações. Por isso ontem peguei meu carro e sai pelas ruas de Oficinas que foram submetidas as recentes alterações no sentido de mãos, novas sinalizações, áreas de estacionamento, etc. e tal. Ficou tudo “perfeito e maravilhoso”? Não, óbvio que não, pois toda mudança sempre provoca dúvidas, transtornos e inconveniências a moradores e usuários. A proposta, todavia, e boa e tem sentido. O que não tem sentido é o comportamento das pessoas. Os moradores da rua São Geraldo, por exemplo. Ao invés de aproveitarem as mudanças para pedir melhorias como camada asfáltica que substitua aquele paralelepípedo horrível, mais sinalização, nova iluminação pública e até lombadas para evitar os excessos de velocidade, ficam nas redes sociais vociferando impropérios contra servidores do trânsito e políticos da administração. Se deixam levar pela meia dúzia de supostos defensores do povo, que quanto mais próxima fica a eleição do ano que vem, mais aumentam o número de publicações como papagaios piratas da desgraça alheia.

SCTODODIA - Ligados em tudo Grupo Catarinense de Rádios
Alfredo Del Priori, 430 Centro | Criciúma - SC | CEP: 88801630
(48) 3045-5144
SCTODODIA - Ligados em tudo © Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.