Segunda-feira, 17 de junho de 2024

COLUNISTAS

Milton Alves

O Salgadão merece

31/05/2023 13h50 | Por: Milton Alves

Hoje a nossa maior praça esportiva é a Arena Multiuso Prefeito Estener Soratto, no bairro Aeroporto. Além de suas modernas e suntuosas instalações adequadas para shows, espetáculos teatrais, feiras e exposições, sua quadra é de primeira linha e sedia grandes competições esportivas, até mesmo nacionais, como a Liga de Futsal, por exemplo. Tubarão, todavia, tem uma ligação umbilical de carinho e admiração com uma outra praça esportiva, de arquitetura não tão moderna, mas não menos suntuosa, com sua gigantesca quadra para a prática do handebol, mas que passou para a história como palco de uma das maiores conquistas do nosso futebol da bola pesada: o título de Campeão de Futsal dos Jogos Abertos de 1976, os jogos da redenção, que simbolizaram o renascimento de Tubarão após a catástrofe de 1974. Demorou décadas, mas enfim veio a melhoria, nesse trabalho caprichado levado a efeito pela L Construção. Dar ao entorno do Salgadão o merecido piso de pavers é como estender um tapete ao gigante que embalou a imensurável explosão de orgulho e alegria de todos nós: setentões, sessentões e cinquentões, que tivemos a oportunidade de viver aquele momento dourado do esporte tubaronense. Vale destacar também que a obra do entorno do Salgadão foi acrescida de um moderno sistema de iluminação e também beneficia a Unidade Básica e a Academia de Saúde, que funcionam ao lado.

Contrato suspenso

O governo Jorginho Mello não agendou repasses financeiros para as obras de pavimentação de mais 2.700 metros da rodovia Alfredo Anacleto da Silva, a estrada geral dos Sertão dos Correias, porque a parte que era de responsabilidade do Estado, no valor de R$ 5 milhões, foi suspensa pela portaria assinada em 28 de dezembro pelo ex-governador Carlos Moisés, sustando todos os convênios do Plano 1000 que ainda não haviam feito transferências financeiras para o ente conveniado. O esclarecimento foi dado ontem pelo secretário da Casa Civil, Estener Soratto Junior, ao acompanhar na Rádio Cidade um debate entre este colunista e o repórter Marcos Vinicius sobre a continuidade, ou não, daquela obra.

Recursos da prefeitura (sequência…)

Pelo que o secretário deixou entender, é até possível que, lá na frente, caso ainda seja necessário e haja interesse do município, o governo estadual participe desse projeto, mas no momento a prioridade é concluir as obras em execução onde o governo já havia injetado recursos, e pagar as que já foram até mesmo concluídas, como a Tenente João Luiz Maus, por exemplo. As obras da Alfredo Anacleto da Silva, a cargo da Setep, acontecem no trecho entre o centro da comunidade a empresa Ossotuba, e vão ter um custo total de R$ 8,6 milhões aproximadamente. Por enquanto a prefeitura toca a obra com recursos do Finisa. Ainda não se sabe se ela vai bancar toda a execução com este dinheiro da Caixa Econômica Federal.

SCTODODIA - Ligados em tudo Grupo Catarinense de Rádios
Alfredo Del Priori, 430 Centro | Criciúma - SC | CEP: 88801630
(48) 3045-5144
SCTODODIA - Ligados em tudo © Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.