SCTODODIA - Ligados em tudo

Escolha a sua região:

Segunda-feira, 29 de novembro de 2021
Economia

“Hoje boa parte dos pagamentos são efetuados via PIX” afirma Felipe Nascimento, da CDL Tubarão

O SCTODODIA conversou sobre a digitalização dos pagamentos com o diretor executivo da CDL Tubarão e também com Junior Sachetti, da Siglo Investimentos.

Tubarão - SC, 01/10/2021 12h20 | Atualizada em 01/10/2021 19h13 | Por: Lucas Marques
Foto: Domínio público

O Banco Central liberou recentemente um estudo evidenciando a digitalização dos métodos de pagamento no Brasil. A análise do setor no país concluiu que as transações realizadas em dispositivos móveis – celulares e tablets, por exemplo – atingiram 46.113 milhões em 2020. O número representa um aumento de 35% na comparação com 2019 (34.170 milhões de operações). O portal SCTODODIA conversou com Felipe Nascimento, diretor executivo da CDL Tubarão, sobre os efeitos dessa mudança no comércio local.

“Hoje boa parte dos pagamentos são feitos via PIX, ou seja, o dinheiro papel vem saindo gradativamente do mercado e sendo substituído pelo PIX, por conta de não ser cobrado nenhum valor em relação a transferência” afirmou. Com relação a visão dos comerciantes e da CDL sobre o momento atual, Felipe comenta: “A opinião dos lojistas e a nossa é de que é uma ferramenta que veio para agregar. Em contrapartida, nós percebemos também uma evasão do cliente da loja, porque quando ele paga por PIX não precisa ser presencial...” “...essa questão comportamental tem impactado direto na relação de consumo, relação cliente e lojista. A pouco tempo atrás, a relação de consumo em Tubarão e nas cidades pequenas sempre foi muito baseada no carnê, que constrói essa relação cliente-vendedor. Quando eu te vendo em 5x, 10x, você volta na minha loja 5x, 10x para pagar e se cria esse vínculo com o vendedor, se cria uma relação de confiança. O cartão de crédito e o PIX tem afastado essa relação de confiança...” “...acredito que o segredo seja encontrar o ponto de equilíbrio entre o pagamento eletrônico e tentar conectar o pagante ao estabelecimento comercial” concluiu.

publicidade

Junior Sachetti, sócio e assessor da Siglo Investimentos, também opinou sobre o momento atual.

“Falando do avanço da digitalização dos meios de pagamento e como está o cenário econômico atual, é bem favorável. Falando da questão pessoal, antes era necessário sacar e andar com dinheiro, hoje podemos fazer PIX, que por segurança ele é mais fácil. Também temos um controle maior pelo estrato, onde consta data, valor e para quem você enviou” afirma.

Abordando a questão econômica, Junior disse “é vantajoso, quanto mais é utilizado o meio digital, melhor o governo consegue verificar onde está sendo gasto e cobrar os seus impostos, trazendo um aumento na arrecadação. Foi feita uma pesquisa em 2020 com base nos países que utilizavam meios digitais de pagamento, e notaram que nos cinco anos com utilização de meios de pagamento semelhantes ao PIX, apresentou um aumento na arrecadação de imposto, então isso é favorável, considerando que nos próximos anos iremos passar por um pouquinho de recessão devido a injeção de dinheiro, então precisamos arrecadar mais ainda para não sofrer com essa recessão e equilibrar as contas públicas” analisou o assessor.

Você pode ler o estudo do Banco Central na integra clicando aqui.

OUÇA NOSSAS RÁDIOS

SCTODODIA - Ligados em tudo Grupo Catarinense de Rádios
Alfredo Del Priori, 430 Centro | Criciúma - SC | CEP: 88801630
48 3045.5144
SCTODODIA - Ligados em tudo © Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.