SCTODODIA - Ligados em tudo

Escolha a sua região:

Aprenda a acumular milhas >FAZER O CURSO!
Domingo, 25 de fevereiro de 2024
Geral

"Não temos como fazer a fiscalização durante o evento", diz Vigilância Sanitária de Tubarão

O Estado liberou há mais de um mês eventos de grande porte. De acordo com a Vigilância Sanitária de Tubarão, os estabelecimentos devem cumprir o protocolo Evento Seguro

Tubarão, 24/11/2021 08h48 | Atualizada em 24/11/2021 14h58 | Por: Lara Silva | Fonte: Rádio Cidade Tubarão
Foto: Isadora Zarbato/Rádio Cidade Tubarão

Após mais de um mês com eventos de grande porte liberados em todo o Estado, os organizadores de eventos precisam continuar seguindo as medidas exigidas em portarias e decretos estaduais contra a Covid-19. Na teoria parece simples, mas na prática as coisas são um pouco diferentes. Segundo Jéssica Cascaes, coordenadora da Vigilância Sanitária de Tubarão, os estabelecimentos devem cumprir o protocolo Evento Seguro. São permitidas apenas pessoas com esquema vacinal completo há, pelo menos, duas semanas, ou que apresentem resultado negativo para o exame. "Os locais com pista de dança, independentemente do número de participantes, devem elaborar o plano de contingência, para fins de fiscalização, bem como a autorização pelo município", destaca. O cuidado, segundo ela, tem que ser individual. "Não é porque tomou a vacina, que está imune. Os cuidados têm que ser tanto de quem está organizando a festa, quanto de quem participa", opina.

 

publicidade

Outra especificação bastante clara é em relação ao uso de máscaras durante os eventos, principalmente em shows. Jéssica afirma que a proteção pode ser retirada somente durante o consumo de bebidas e alimentos enquanto as pessoas estiverem nas mesas. Essa medida, visivelmente, não é seguida nem monitorada pela maioria dos estabelecimentos ou órgãos oficiais. "Referente aos show, nós não temos como fazer a fiscalização durante o evento. Nós analisamos o plano de contingência, mas trabalhamos das 7h às 18h, de segunda a sexta. Não possuímos plantão. Os serviços noturnos acontecem conforme a demanda. A organização tem que ser feita pelos proprietários dos eventos e, em caso de denúncia, a Vigilância Sanitária do Estado possui plantão, assim como a Polícia e o Corpo de Bombeiros", acrescenta.

Caso não cumpram essas medidas, os estabelecimentos devem receber infração sanitária e isso implicará na imposição de penalidades previstas em lei para o organizador do evento. Já para o cliente que falsificar algum tipo de documento, como comprovante de vacinação ou laudo de exame, também pode ser penalizado.

 

Leia mais

SCTODODIA - Ligados em tudo Grupo Catarinense de Rádios
Alfredo Del Priori, 430 Centro | Criciúma - SC | CEP: 88801630
(48) 3045-5144
SCTODODIA - Ligados em tudo © Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.