SCTODODIA - Ligados em tudo

Escolha a sua região:

Segunda-feira, 18 de outubro de 2021
Geral

Acidentes com animais venenosos: "No verão, registramos mais ocorrências", diz bióloga do CIATox

De janeiro a agosto de 2021, Santa Catarina registrou mais de 3500 acidentes com animais venenosos. A maioria dos casos envolveu picada de aranha, mas, além dela, entre as maiores representações no Estado, estão as serpentes, os escorpiões e os lagartos peçonhentos.

Santa Catarina, 18/09/2021 12h03 | Por: Lara Silva | Fonte: Rádio Cidade Tubarão
Foto: Reprodução

De janeiro a agosto de 2021, Santa Catarina registrou mais de 3500 acidentes com animais venenosos. A maioria dos casos envolveu picada de aranha, mas, além dela, entre as maiores representações no Estado, estão as serpentes, os escorpiões e os lagartos peçonhentos. Segundo o Centro de Informação e Assistência Toxicológica de Santa Catarina, o CIATox, nem todas as espécies desses animais são venenosas, mas algumas delas e, por isso, são utilizadas como exemplo nesses casos, pela maior incidência.

A bióloga do CIATox, Taciana Mara da Silva, explica o porquê das ocorrências serem registradas mais na parte do verão. "No verão, os animais estão mais ativos e tem um aumento. É conhecido, também, como o período reprodutivo das serpentes, por exemplo. O metabolismo aumenta e o encontro entre eles e o ser humano fica mais facilitado", afirma;

publicidade

Atuando na informação desses casos, o CIATox atende com médicos e profissionais especializados para dar a assistência necessária para dúvidas e ocorrências de picadas de animais venenosos. Taciana afirma que não existe uma região específica que registra mais casos, mas depende do tipo do animal, dividindo-se entre locais urbanos e rurais. Para evitar ocorrências como a morte de uma criança após ser picada por um animal peçonhento no município de Salete, no Alto Vale do Itajaí, a bióloga diz o que deve ser feito. "Para evitar, o ideal é estar sempre utilizando os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). No caso das residências, evitar entulhos, restos de construção, o lixo precisa estar bem acondicionado. Dentro de casa, se tiver frestas e rachaduras, a orientação é cobrir. Escorpiões também podem transitar em rede de esgoto, então utilizar ralos de abre-e-fecha", aconselha.

Se o acidente já ocorreu, é importante lavar o local da picada com água e sabão, que a vítima se mantenha calma e seja encaminhada para um hospital próximo o mais rápido possível. O tratamento fica a critério do médico, podendo ou não aplicar soro antiveneno. Outra coisa é ligar para o CIATox, para receber orientações com mais celeridade, no telefone 0800 643 5252. Caso a pessoa tenha foto ou o próprio animal que causou o acidente, ajuda a equipe a fazer o diagnóstico.

OUÇA NOSSAS RÁDIOS

SCTODODIA - Ligados em tudo Grupo Catarinense de Rádios
Alfredo Del Priori, 430 Centro | Criciúma - SC | CEP: 88801630
48 3045.5144
SCTODODIA - Ligados em tudo © Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.