SCTODODIA - Ligados em tudo

Escolha a sua região:

Quarta-feira, 08 de dezembro de 2021
Geral

Após uma semana de greve, Comcap retoma limpeza em Florianópolis

Prefeitura informou que irá manter terceirização na coleta

Florianópolis, 28/09/2021 12h40 | Atualizada em 29/09/2021 09h15 | Por: Fabricio Correia | Fonte: PMF
Divulgação

Chega ao fim mais uma greve da comcap. Um acordo entre município e funcionários selou o fim da paralisação, iniciada no último dia 21, na manhã desta terça-feira, 28 de setembro. A Prefeitura seguirá com a licitação para terceirizar o serviço de coleta em Florianópolis, de modo a evitar novas paralisações e, principalmente, reduzir custos, informou o executivo municipal.

O planejamento elaborado pela prefeitura prevê que inicialmente, apenas as regiões Norte e Continental serão atendidas por empresa privada, já que a Comcap não tem servidores suficientes para atuar nesses locais. Uma empresa passou a atuar depois que o contrato de funcionários temporários do município expirou. 

Nas demais regiões, o contrato de terceirização não será implantado de imediato, pelo menos até os próximos 12 meses, já que a Comcap dispõe de servidores para atender a demanda. A Prefeitura oficializou essa intenção para o movimento grevista, e também garantiu que nenhum servidor será demitido, como a lei já garante.

“Vamos manter o planejamento de terceirizar a coleta para baratear o custo e poder investir na cidade. O sindicato entendeu que não fará mais chantagem com a prefeitura. Na prática, a greve serviu para colocar muitos servidores contra o movimento sindicalista que quase causou a demissão já autorizada pela justiça de centenas de funcionários”, ressaltou Gean Loureiro.

O Prefeito ainda informou ao SC TODO DIA que cerca de 350 toneladas de lixo foram recolhidas no último Domingo, 26 de setembro, por meio de uma força-tarefa criada para a coleta dos dejetos com as empresas contratadas emergencialmente.

A coleta de lixo realizada pela Comcap será retomada ainda hoje, terça-feira, para seguir o cronograma normal de coleta que já era realizado pela autarquia. Os servidores farão uma força-tarefa para repor as horas não trabalhadas durante a greve, considerada ilegal pela justiça, para garantir a limpeza total da cidade o mais rápido possível.

publicidade

O que diz o SINTRASEM

Por meio de nota divulgada nas redes sociais nos últimos dias, o SINTRASEM, sindicato dos trabalhadores do serviço municipal, alegou que um dos motivos da greve da categoria, era a ameaça de possíveis demissões em massa com a terceirização prevista pela prefeitura. Segundo o sindicato, cerca de 600 funcionários poderiam ficar sem os seus postos de trabalho, o que foi negado pela prefeitura da capital.

Confira trecho da nota publicada pelo sindicato:

"­­É urgente lutar pela Comcap e pelos empregos daqueles que sempre deram seu sangue e suor por Florianópolis. Gean Loureiro ameaça trabalhadores e ataca o sustento de 600 famílias para garantir o avanço de seu projeto de terceirização da Comcap. Na sexta-feira, a Prefeitura abriu, via Diário Oficial, cerca de 600 sindicâncias contra trabalhadores que estão na luta contra a terceirização. A relação da prefeitura é tão ilegal e truculenta, que inclui até trabalhadores que estão de férias ou de licença. Pedir a prisão de dirigentes sindicais, atacar quem está em greve individualmente e ameaçar de demissão são técnicas típicas de tempos ditatoriais que não tem espaço na democracia. A luta contra a terceirização da Comcap é uma luta justa".


SINTRASEM

OUÇA NOSSAS RÁDIOS

SCTODODIA - Ligados em tudo Grupo Catarinense de Rádios
Alfredo Del Priori, 430 Centro | Criciúma - SC | CEP: 88801630
48 3045.5144
SCTODODIA - Ligados em tudo © Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.