SCTODODIA - Ligados em tudo

Escolha a sua região:

Domingo, 24 de outubro de 2021
Geral

Berçário de Gigantes: de julho a novembro o litoral sul de Santa Catarina é presenteado com a presença das baleias francas

Os mamíferos procuram o local para acasalarem e amamentarem seus filhotes em águas mais propícias.

13/10/2021 17h41 | Atualizada em 14/10/2021 07h31 | Por: Beatriz Godoy Taveira
Foto: Divulgação/Instituto Australis

Entre os meses de julho a novembro, o litoral sul catarinense ganha uma atração a mais, a visita das baleias francas. Como espécies migratórias, as baleias se deslocam entre regiões buscando locais para alimentação e reprodução. O sul de Santa Catarina é o lugar escolhido por possuir águas mais do que a Antártida, onde permanecem durante os outros meses do ano. Em águas menos frias e livre de predadores, as baleias francas podem se reproduzir, dar à luz e amamentar seus filhotes até que ele cresça e ganhe uma camada de gordura suficiente para aguentar o frio antártico.

Uma espécie em extinção, as baleias francas foram caçadas durante quatro séculos e só chegou ao fim porque o óleo da baleia, produzido a partir de sua gordura, caiu em desuso com o surgimento e ascensão da energia elétrica. Depois de quase eliminadas, a espécie ainda se encontra ameaçada e, desde a década de 1980, quando foi notado o aumento do número de baleias francas nessa época do ano no litoral catarinense, começou um trabalho de pesquisa e monitoramento e ao mesmo tempo de conscientização ambiental para a conservação dos mamíferos.

publicidade

Um dos projetos que seguem esses ideais de conservação da espécie no litoral sul é o Instituto Australis/ProFRANCA que, através do patrocínio da Petrobras, trabalha para a conservação da espécie através do monitoramento e estudo dos animais. “Isso se tornou um atrativo turístico que pode movimentar a economia da região nos meses de inverno. Então além da preservação da espécie, tem essa importância econômica nas baleias como um recurso vivo”, destaca a diretora de pesquisa do Instituto, Karina Groch.

Imbituba é uma das cidades onde é possível fazer o avistamento das baleias, e foi lá, na praia do Ibiraquera, que o jornalista multimídia Ricardo Weg fez o registro, no mês de setembro, de várias baleias, em duplas de mães e filhas e até mesmo um quarteto, no que ele descreveu como “um balé das baleias francas que enche os olhos dos amantes da natureza”.

 

Confira o vídeo:

 

OUÇA NOSSAS RÁDIOS

SCTODODIA - Ligados em tudo Grupo Catarinense de Rádios
Alfredo Del Priori, 430 Centro | Criciúma - SC | CEP: 88801630
48 3045.5144
SCTODODIA - Ligados em tudo © Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.