Quarta-feira, 17 de abril de 2024
Geral

Curta “O professor que sabia demais” é aprovado pela Lei Aldir Blanc

O projeto foi aprovado na categoria de 4 pessoas ou mais, com um valor de R$ 22 mil

Criciúma - SC, 25/10/2021 17h01 | Por: Redação | Fonte: Rádio Cidade Em Dia
Foto: Divulgação

O cinema criciumense gradativamente está ganhando notoriedade no cenário audiovisual catarinenses. Recentemente, o curta-metragem “O professor que sabia demais”, gravado pelo Polo de Cinema de Criciúma e dirigido por Sander Hahn, foi um dos 84 projetos que foram contemplados pela Lei Aldir Blanc no edital da Fundação Cultural de Criciúma (FCC). O projeto foi aprovado na categoria de 4 pessoas ou mais, com um valor de R$ 22 mil.

A obra é uma homenagem ao filme ‘O homem que sabia demais’ de Alfred Hitchcock. Segundo o diretor Sander Hahn a ideia da película saiu de um amigo e sócio, Marcello Zapelini. “Ele veio com uma história de um nazista que salvava uma pessoa, mas a história não fechava, até que relacionamos 'O professor que sabia demais' com o filme, 'O homem que sabia demais', do Alfred Hitchcock, que tem uma certa semelhança. Então fazemos uma homenagem a este filme”, explicou o diretor. O roteiro foi produzido por Sander Hahn, Marcello Zapelini e Leandro de Bona Dias.

O filme, que tem duração de quase 20 minutos, ainda não foi lançado nos cinemas por causa da pandemia. De acordo com Sander Hahn, que participou do programa A Casa é Sua desta segunda-feira (25), “o curta talvez seja lançado no ano que vem”. O teaser se encontra no canal do Youtube, Polo de Cinema de Criciúma.

O curta

'O professor que sabia demais' conta a história de um professor que se aposentou depois de muitos anos dando aula e que, entediado de ler livros e ver filmes, resolve observar o vizinho de um prédio novo ao lado, um senhor de idade rodeado de gente nova. Começa a achar interessante até que vê uma ex-aluna dele com esse senhor. O professor acaba se envolvendo com essa aluna, e descobrindo que o senhor é um nazista, que está regimentando gente para fazer atentados terroristas.

Lei Aldir Blanc

A Lei Aldir Blanc de Emergência Cultural surgiu com o objetivo de auxiliar artistas e espaços culturais brasileiros no período de isolamento social, ocasionado pela pandemia da covid-19. Em Criciúma as inscrições e a mediação para a aprovação dos projetos, foram feitas pela FCC e 84 iniciativas dividiram mais de R$ 1,8 milhão.

 

publicidade

 

SCTODODIA - Ligados em tudo Grupo Catarinense de Rádios
Alfredo Del Priori, 430 Centro | Criciúma - SC | CEP: 88801630
(48) 3045-5144
SCTODODIA - Ligados em tudo © Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.