SCTODODIA - Ligados em tudo

Escolha a sua região:

A concorrência cresce no digital e sua empresa não tem presença online?EVOLUA!
Sábado, 02 de julho de 2022
Geral

Motorista que atropelou policial militar em Florianópolis pode ter agido de forma intencional

Suspeito já tem antecedente criminal por tentativa de homicído contra uma mulher, segundo a polícia

Florianópolis, 26/09/2021 09h00 | Atualizada em 26/09/2021 00h55 | Por: Fabricio Correia | Fonte: PMF
Reprodução

O motorista que atropelou e quase matou um policial militar na Rua General Liberato Bittencourt no Bairro Estreito em Florianópolis no último dia 20 de Setembro, foi localizado em um hotel na área central da Capital e está preso temporariamente. Ele já tinha sido detido por esfaquear uma vizinha há cerca de 17 anos, segundo apurou a Polícia Civil.


Logo após o acidente, o inquérito policial foi instaurado pela Delegacia de Polícia do Continente para apurar as circunstâncias do ocorrido. Até o momento, as investigações apontam que o condutor do automóvel agiu com a intenção de matar o policial e, inclusive, tinha o propósito final de pegar sua arma e matar os outros policiais militares presentes no local do fato. Ao ser atingido pelo veículo Ágile, Jamir Gonzaga Rachadel, Sargento da Pm, foi arremessado a uma distância de aproximadamente 5 metros.


Paulo Hakim, delegado responsável pelo caso, informou que um inquérito foi aberto e que o motorista é investigado por tentativa de homicídio doloso triplamente qualificado. "A intenção do motorista era roubar a arma do agente e ferir outros policiais, portanto, as diligências apontam para um acidente proposital" afirmou.


Ao ser preso, o condutor do automóvel, Júlio César Sampaio Cardoso de 64 anos de idade, permaneceu em silêncio durante o depoimento, sem confirmar a versão. Já o policial militar atropelado, segue internado no Hospital Celso Ramos no Centro da Capital e encontra-se estável. Ele sofreu fraturas numa das pernas e lesão nas costelas, além de ferimentos na cabeça e pelo corpo.

publicidade

PRESO JÁ TINHA ANTECEDENTE POR TENTATIVA DE HOMICIDIO


De acordo com a polícia civil, o motorista do carro já havia esfaqueou uma vizinha em 2004 e foi internado em um hospital de custódia, onde permaneceu preso por cerca de 8 anos. O investigado também tem histórico de lesão corporal e ameaça.


A Polícia suspeita que o responsável pelo atropelamento tenha algum tipo de transtorno psicológico e assim, solicitou exame de sanidade mental do suspeito preso.

 

O ATROPELAMENTO


Segundo a Guarda Municipal de Florianópolis, o condutor do veículo inicialmente teria tido um mal súbito, o que poderia ter provocado o acidente, hipótese praticamente descartada por meio das investigações feitas até o momento.


Na colisão, a fachada de um estabelecimento comercial também foi danificada com o impacto. Nenhum outro pedestre foi atingido.

SCTODODIA - Ligados em tudo Grupo Catarinense de Rádios
Alfredo Del Priori, 430 Centro | Criciúma - SC | CEP: 88801630
(48) 3045-5144
SCTODODIA - Ligados em tudo © Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.