SCTODODIA - Ligados em tudo

Escolha a sua região:

Quinta-feira, 02 de dezembro de 2021
Política

Alesc: aprovação de aumento para alunos do Curso de Formação de Oficiais causa polêmica

A presidente da Adepol-SC, Vivian Garcia Selig, e o deputado estadual Ivan Naatz falam da aprovação, na Alesc, do aumento expressivo para alunos do Curso de Formação de Oficiais, que tem causado polêmicas

Santa Catarina, 17/11/2021 12h03 | Atualizada em 17/11/2021 15h16 | Por: Bárbara Dias | Fonte: Rádio Cidade Tubarão
Foto: Alesc/Divulgação

Foi aprovado na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), nesta quarta-feira (17), o projeto de reposição salarial da categoria de Segurança Pública, policiais civis, militares, bombeiros e membros do Instituto Geral de Perícias (IGP). O texto do Governo do Estado também prevê o aumento para alunos do Curso de Formação de Oficiais (CFO), que causou revolta em alguns dos deputados.

Em entrevista a Milton Alves, no Notícias da Cidade desta quarta-feira (17), a presidente da Associação dos Delegados de Polícia de Santa Catarina (Adepol-SC), Vivian Garcia Selig, afirma que na Alesc não houve questionamentos dos deputados em relação ao reajuste global para todos os servidores da Segurança Pública, mas a discussão maior foi em torno do aumento para alunos do curso de oficiais. “Havia um parágrafo que dava aproximadamente 200% de aumento na bolsa. Percentual fora do comum”, ressalta. A delegada conta que, a partir de janeiro, o salário inicial geral dos policiais será de R$ 6 mil. Ela ainda diz que o Estado está propagando a informação de que este é o melhor salário inicial do país para a categoria, mas isto não é verdade.  “É muito importante que a população tenha conhecimento destes fatos”, afirma.
 

 

publicidade

 

Em entrevista a Milton Alves, no Notícias da Cidade desta quarta-feira (17), o deputado estadual Ivan Naatz (PL) relata que atualmente os oficiais ganham R$ 4,6 mil e passaram a ganhar R$ 16 mil. “Governo decidiu do nada pagar R$ 11 mil a mais para um aluno a oficial”, critica. Ele alega que é absurdo os parlamentares terem aprovado isso, apesar de ter tido uma grande discussão, foram 15 votos contrários e 22 favoráveis. “Nenhum catarinense pode aceitar isso passivamente”, declara.

 

 

 

OUÇA NOSSAS RÁDIOS

SCTODODIA - Ligados em tudo Grupo Catarinense de Rádios
Alfredo Del Priori, 430 Centro | Criciúma - SC | CEP: 88801630
48 3045.5144
SCTODODIA - Ligados em tudo © Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.