SCTODODIA - Ligados em tudo

Escolha a sua região:

Aprenda a acumular milhas >FAZER O CURSO!
Sábado, 24 de fevereiro de 2024
Política

É fake o post que mostra Javier Milei chamando Lula de ladrão após eleição

"Lula Ladrón, tu lugar está en la prisión" em resposta a uma postagem de Luiz Inácio Lula da Silva (PT)

Argentina-AR, 28/11/2023 15h42 | Atualizada em 28/11/2023 16h32 | Por: Redação | Fonte: Uol
Foto: Reprodução Redes Sociais/SCTodoDia

É falso que Javier Milei, presidente eleito da Argentina, tenha escrito "Lula Ladrón, tu lugar está en la prisión" em resposta a uma postagem de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) feita em 19 de novembro deste ano sobre o resultado do pleito no país vizinho. O argentino já chamou o brasileiro de ladrão em outra ocasião, mas, neste post de Lula, ele não escreveu nada.

Conteúdo investigado: Postagens nas redes sociais reproduzem uma captura de tela de post de Lula sobre o resultado da eleição na Argentina, com a seguinte resposta de Javier Milei, presidente eleito do país vizinho: "Lula ladrón, tu lugar está en la prisión".

Conclusão do Comprova: Trata-se de uma montagem a imagem que mostra uma suposta interação online entre o presidente brasileiro Lula (PT) e Javier Milei, recém-eleito na Argentina. Lula realmente postou a mensagem apresentada no post falso em seu perfil no X, logo após a vitória de Milei nas eleições presidenciais argentinas, no dia 19 de novembro. Entretanto, não houve resposta alguma do argentino.

Ao observar a imagem, podemos perceber que não há respostas, republicações, curtidas ou visualizações na suposta resposta de Milei. Essa é a primeira indicação que se trata de uma montagem, pois seria muito difícil que uma postagem de alguém com tanto alcance quanto o presidente eleito.

Além disso, se atentarmos para a parte da imagem em que consta a "resposta" de Javier Milei, percebemos que há outro texto por baixo. Isso pode ser verificado pelos pontos brancos sobre "está en la prisión".

O Comprova também verificou a publicação original do presidente Lula e constatou que não houve resposta por parte de Milei, seja a frase da montagem ou qualquer outra.

Falso, para o Comprova, é o conteúdo inventado ou que tenha sofrido edições para mudar o seu significado original e divulgado de modo deliberado para espalhar uma falsidade.

publicidade

Milei já chamou Lula de ladrão, mas em outra ocasião
Javier Milei se opõe abertamente à política de Lula, tendo apoiado o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) durante as eleições presidenciais de 2022, com quem está mais alinhado politicamente. Descrito por especialistas como de "extrema-direita", Milei derrotou Sergio Massa — que era apoiado por Lula — no segundo turno das eleições presidenciais na Argentina.

Em janeiro deste ano, em um post no X, Milei afirmou que Lula faz parte de uma "casta de políticos ladrões" e que seria um arquiteto do Foro de São Paulo, que equiparou a uma "União Soviética Latino Americana".

Nas últimas semanas, terça-feira (21), durante uma cerimônia de formação de novos diplomatas, o ex-presidente Lula destacou a importância de compreender que os líderes dos países não precisam necessariamente ser amigos, enfatizando a necessidade de lidar eficazmente com as adversidades nas relações internacionais. Segundo ele, a chave para o sucesso nessas interações reside na capacidade de negociar, convencer e ceder, permitindo a conciliação de interesses e a celebração de acordos.

A declaração dessa declaração foi significativa nas redes sociais, conforme investigado pelo Comprova até dia 23 de novembro. A publicação relacionada a esse evento teve mais de 210 mil visualizações, 250 respostas, 2 mil republicações e 10 mil curtidas no Twitter, além de 382 curtidas no Instagram.

 

 

 

Foto:Divulgação O Globo/SCTodoDia
SCTODODIA - Ligados em tudo Grupo Catarinense de Rádios
Alfredo Del Priori, 430 Centro | Criciúma - SC | CEP: 88801630
(48) 3045-5144
SCTODODIA - Ligados em tudo © Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.