SCTODODIA - Ligados em tudo

Escolha a sua região:

Segunda-feira, 18 de outubro de 2021
Política

Entrevista exclusiva com João Dória: “não tenho medo de extremistas como Lula e Bolsonaro”

Em entrevista exclusiva a Matheus Aguiar, do Grupo Catarinense de Rádios, o governador de São Paulo, João Dória (PSDB), afirmou que muitos brasileiros poderiam ter sido salvos do coronavírus caso o governo federal atuasse com mais agilidade na aplicação de vacinas

Santa Catarina, 04/09/2021 07h00 | Atualizada em 06/09/2021 14h49 | Por: Matheus Aguiar | Fonte: Rádio Cidade Tubarão
Assessoria de Comunicação Governador João Dória

Em entrevista exclusiva a Matheus Aguiar, do Grupo Catarinense de Rádios, o governador de São Paulo, João Dória (PSDB), afirmou que muitos brasileiros poderiam ter sido salvos do coronavírus caso o governo federal atuasse com mais agilidade na aplicação de vacinas. Na conversa, o político elogiou as medidas econômicas tomadas por Santa Catarina, as quais ele disse ser muito parecidas com a de SP, disse que está trabalhando para ser candidato à presidência da República e garantiu que, caso eleito, vai exercer apenas um mandato.
A vacina Coronavac foi a primeira aplicada no país, em 17 de janeiro. As doses foram compradas pelo governo de São Paulo de um laboratório da China. “Nós tínhamos a vacina desde setembro. Poderíamos ter começado a aplicação ainda em dezembro. Nós precisamos recorrer ao STF para que a Anvisa pudesse avaliar a eficácia e permitir que Estados vacinassem”, relembra. Conforme Dória, o governo federal foi pressionado com a aprovação. “Foi pressionado pela opinião pública, caso contrário teria iniciado em abril, segundo o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazzuelo. Muitas vidas poderiam ter sido salvas”, lamenta o governador.
Na entrevista, João Dória fez críticas ao presidente Jair Bolsonaro, a quem se referiu como negacionista e sem amor pelo povo. “Ele induziu pessoas a se aglomerarem, a não usarem máscaras, a tomarem cloroquina e a não tomarem vacina”, conta. O governador também citou o desdém com a vacina comprada pelo governo paulista. “Ao invés de liderar para a vida, liderou para a morte”, afirma.
O governador é casado com Bia Dória, natural de Pinhalzinho, oeste catarinense. Ele visitou o Estado há algumas semanas, para encontro com apoiadores em Florianópolis. “SC é um Estado que valoriza o trabalho, muito parecido com SP. Estamos liderando a retomada da economia com o avanço da vacinação. Assim como em Santa Catarina, aqui temos um grande time”, comemora. Dória também projetou o verão catarinense e disse que a temporada vai ser a melhor da história. “Com muitos paulistas, inclusive. Isso vai alimentar a geração de mão de obra com a irrigação do setor de serviços e da economia criativa”, pensa.
Questionado sobre as manifestações a favor do presidente Jair Bolsonaro, marcadas para 7 de setembro, o político admitiu que tem medo de uma ruptura institucional. “É só ver as ameaças. Eu não tenho nada contra manifestações, mas sim contra medidas extremas.”, afirma. “Quero distância desses extremistas, como Lula e Bolsonaro. Não tenho medo de nenhum deles”, garante.
 

publicidade

Presidência é destino

João Dória ingressou recentemente na política, tendo sido eleito prefeito de São Paulo em 2016 e governador em 2018. Trabalha para disputar a presidência da República em 2022, mas garante que não sonha com isso. “Presidência não é sonho nem vontade pessoal, é destino. É preciso pacificar o país. Reduzir o tamanho do Estado e permitir que a participação privada aumente. O Estado precisa estar presente em áreas mais importantes”, opina.
Perguntado sobre as prévias do PSDB, que devem acontecer em novembro, elogiou concorrentes, como o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, a quem disse ser um ótimo político e jovem de talento. “Há 33 anos que o PSDB tem candidato. Ao lado de JK tivemos o melhor presidente de todos os tempos, Fernando Henrique Cardoso. O PSDB não tem dono”, garante Dória.
Ele também garantiu que, caso for eleito, não vai disputar a reeleição. “Candidato que assume já pensa em ganhar de novo. Se eu disputar e vencer, em hipótese alguma serei candidato outra vez”, finaliza.
 

 

OUÇA NOSSAS RÁDIOS

SCTODODIA - Ligados em tudo Grupo Catarinense de Rádios
Alfredo Del Priori, 430 Centro | Criciúma - SC | CEP: 88801630
48 3045.5144
SCTODODIA - Ligados em tudo © Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.