SCTODODIA - Ligados em tudo

Escolha a sua região:

Domingo, 05 de dezembro de 2021
Saúde

“Para nós, amarelo é o ano todo, que é a prevenção”, diz coordenador nacional de expansão do CVV

Setembro termina, mas o trabalho de valorização da vida e prevenção ao suicídio continua 24 horas por dia, todos os dias.

Itajaí - SC, 30/09/2021 13h45 | Atualizada em 30/09/2021 14h36 | Por: Daiana Brocardo
Imagem ilustrativa / Freepik

O amarelo da campanha Setembro Amarelo, do CVV – Centro de Valorização da Vida, não foi escolhido por acaso. No semáforo o amarelo quer chamar atenção para o sinal vermelho que logo vai aparecer. Se esses sinais não forem percebidos, é bem provável que algum atrito aconteça mais a frente; e na vida, também é assim. “Quando o nosso corpo está cansado, quando a nossa mente está distante, quando nós estamos em disfunção entre corpo, alma, sentimento e coração, nós estamos chegando no amarelo. São sinais para darmos uma paradinha para pensar, analisar e quem sabe buscar socorro”, fala o coordenador nacional de expansão e voluntário do CVV, *Régis.

Durante todo o mês de setembro a valorização da vida e a prevenção ao suicídio estiveram em pauta, e foram discutidas amplamente na mídia e nas redes sociais. Mas com o fim do mês, o objetivo da campanha tende a ser menos falado, mas o assunto não deve – e nem pode - ser esquecido. “Pro CVV o amarelo é o ano todo, que é a prevenção. No setembro as ações se avolumam por conta de outras entidades e instituições que assumem o movimento do Setembro Amarelo, mas pra nós é o ano todo”, diz Régis.

Para se ter ideia da importância desse trabalho, segundo a OMS – Organização Mundial de Saúde, a cada 40 segundos uma pessoa se suicida no mundo. No Brasil são mais de 13 mil casos todos os ano. Conforme a ABP- Associação Brasileira de Psiquiatria e do CFM - Conselho Federal de Medicina, entre as causas mais comuns, em primeiro lugar está a depressão, seguida do transtorno bipolar e abuso de substâncias.

Em 2021 o CVV recebeu em média 12 mil ligações por dia. No ano passado foram de 10 a 11 mil ligações diárias. Segundo Régis, não há como saber o que motivou o aumento de ligações, já que o objetivo do CVV não é questionar e sim oferecer escuta. “Nós não direcionamos, não aconselhamos, não julgamos, mas estamos junto com a pessoa - se ela permitir- para encontrarmos com ela uma saída para aquele momento que ela está vivenciando. Com a nossa conversa nós queremos clarificar o sentimento dessa pessoa. Trabalhamos com sentir, pensar e agir.” O atendimento do CVV é totalmente sigiloso e não é necessário de identificar. Hoje são 15 postos do CVV em todo o país e 4.600 voluntários.

publicidade

E quando o setembro acabar?

Com o fim do mês de setembro é importante que as pessoas continuem atentas aos sinais, e não tenham medo de procurar ajuda. Questionado sobre o que não deve ser esquecido Régis reforça: “que saindo do setembro amarelo, as pessoas não esqueçam que quando elas estiverem amarelando seus sentimentos, as suas emoções, quando elas estiverem um pouco tristes e desconfortáveis; o CVV está à disposição, 24 horas por dia, todos os dias. Não sofram, ou não esperem o setembro chegar. Todos os dias, todas as horas tem alguém disponível para fazer o que o movimento reforça em setembro, que é a prevenção do suicídio. E prevenir o suicídio é quando uma alguém pode e consegue dizer que está com dificuldades”.

Para falar com o CVV ligue gratuitamente 188 – em qualquer horário ou dia.

No site www.cvv.org.br tem ainda a opção de e-email e chat.

Fora da pandemia, é possível ter atendimento presencial nas sedes espalhadas pelo Brasil.

Se você tiver interesse em ser voluntário, o cadastro é feito pelo site. Entre as exigências estão: ser maior de 18 anos, saber ler, disponibilidade para 4h30min de trabalho por semana, disponibilidade para curso de formação, reuniões mensais e estar aberto a de se desconstruir para aprender a metodologia do CVV em prol do outro.

*Régis é coordenador nacional de expansão do CVV e voluntário, por isso prefere usar apenas um nome para se identificar. 

OUÇA NOSSAS RÁDIOS

SCTODODIA - Ligados em tudo Grupo Catarinense de Rádios
Alfredo Del Priori, 430 Centro | Criciúma - SC | CEP: 88801630
48 3045.5144
SCTODODIA - Ligados em tudo © Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.