SCTODODIA - Ligados em tudo

Escolha a sua região:

Segunda-feira, 29 de novembro de 2021
Saúde

Fonoaudiologia: pacientes com síndrome de Down devem fazer acompanhamento desde recém-nascidos, diz Bianca Nunes

O trabalho do fonoaudiólogo é mais para orientar pais e familiares sobre o desenvolvimento da criança, com o objetivo de fortalecer os músculos da face, além de estimular o desenvolvimento cognitivo e da linguagem

Tubarão, 10/09/2021 14h02 | Atualizada em 10/09/2021 14h07 | Por: Isadora Zarbato | Fonte: Rádio Cidade Tubarão
Foto: Pexels

Sempre que possível, os bebês com síndrome de Down devem ser acompanhados por um fonoaudiólogo logo após o nascimento, pois a hipotonia torna a musculatura da face e da boca mais “molinha”, o que pode prejudicar a amamentação e, posteriormente, o seu desenvolvimento. A regularidade e o enfoque do trabalho realizado vão depender das necessidades dos pais e da criança em diferentes fases da vida.

Para estimular o desenvolvimento cognitivo e de linguagem, podem ser necessárias intervenções diferentes em cada fase da criança. No caso das crianças com síndrome de Down, a experiência clínica mostra que o desenvolvimento cognitivo é mais eficiente do que o desenvolvimento da linguagem. Em entrevista a Isadora Zarbato, no Estúdio Cidade dessa quinta-feira (9), a fonoaudióloga Bianca Nunes de Pieri fala sobre síndrome de Down.

publicidade

 

OUÇA NOSSAS RÁDIOS

SCTODODIA - Ligados em tudo Grupo Catarinense de Rádios
Alfredo Del Priori, 430 Centro | Criciúma - SC | CEP: 88801630
48 3045.5144
SCTODODIA - Ligados em tudo © Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.