SCTODODIA - Ligados em tudo

Escolha a sua região:

Quinta-feira, 02 de dezembro de 2021
Saúde

Quarta onda da Covid-19 é uma ameaça ao Brasil, diz infectologista de Tubarão

O anúncio de uma possível quarta onda da Covid-19 na Europa soa como um alerta para o Brasil

Tubarão, 26/11/2021 15h20 | Atualizada em 26/11/2021 15h34 | Por: Lara Silva | Fonte: Rádio Cidade Tubarão
Foto: Governo de Santa Catarina/Divulgação

Embora o cenário da Covid-19 tenha apresentado uma melhora em todo o mundo, alguns países da Europa voltam a registrar novos casos. A baixa cobertura vacinal aliada ao surgimento de novas variantes da doença acende um alerta para o resto do mundo. No Brasil não é diferente. Segundo o médico infectologista de Tubarão, Rogério Sobroza, essa possível quarta onda pode ser considerada uma ameaça para o país. "Naturalmente é uma ameaça. Se considerarmos que existem países com o mesmo índice de vacinação que o nosso e estão tendo o aparecimento de casos. Como é o caso da Alemanha, que tem, praticamente, a mesma quantidade de vacinados que nós. O fato de ter uma vacinação nesse nível ainda não é suficiente para se evitar novas ondas, isso por causa das variantes novas, que são mais transmissíveis, a necessidade de reforço da vacina. São coisas que estão sendo compreendidas pela ciência, né!?", explica.

 

publicidade

Para Sobroza, apesar da queda no número de infectados e internados pela doença, é necessário uma atenção especial, principalmente em um momento em que há mais flexibilizações. "Quanto menos pessoas não vacinadas houver, menor esse fato. É muito provável que ocorra uma nova onda, pode ser pequena ou grande. Vai depender, basicamente, da quantidade de imunizados com as duas doses, porque uma não é suficiente. Inclusive, a vacina de dose única já está sendo recomendada a segunda. Precisamos estar atentos a quem não tomou a vacina ou não completou o esquema vacinal. Se vir essa quarta onda, a vacinação vai fazer toda a diferença", garante.

O infectologista reforça a importância de uma fiscalização mais rígida, visto que quanto mais liberações, mais as pessoas desistem dos cuidados importantes para o combate à doença, como uso de máscara e distanciamento social.

 

OUÇA NOSSAS RÁDIOS

SCTODODIA - Ligados em tudo Grupo Catarinense de Rádios
Alfredo Del Priori, 430 Centro | Criciúma - SC | CEP: 88801630
48 3045.5144
SCTODODIA - Ligados em tudo © Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.