SCTODODIA - Ligados em tudo

Escolha a sua região:

Quinta-feira, 02 de dezembro de 2021
SC

Santa Catarina tem déficit de grãos para ração animal mesmo com área livre para cultivo de inverno

As alternativas para aumento de produção de grãos foram discutidas em reunião da Câmara de Desenvolvimento da Agroindústria da FIESC

11/11/2021 21h10 | Atualizada em 12/11/2021 09h04 | Por: Beatriz Godoy Taveira | Fonte: Fiesc
Encontro nesta quinta-feira (11) reuniu pesquisadores da Embrapa para debaterem déficit anual de 7,8 milhões de toneladas de milho em SC e RS. Foto: Filipe Scotti/Divulgação: Fiesc

Em reunião híbrida, a Câmara de Desenvolvimento da Agroindústria da FIESC debateu alternativas de cultivos de inverno de cereais para a alimentação animal nesta quinta-feira (11). O déficit de grãos para nutrição animal, especialmente em Santa Catarina e Rio Grande do Sul, mesmo com mais de 5 milhões de hectares para o plantio no inverno, foi a causa do evento que reuniu pesquisadores da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

publicidade

Na reunião foram apresentados resultados parciais de um estudo realizado em 2013 para identificar opções que possam suprir o déficit. Os profissionais da Embrapa, nas unidades de Suínos e Aves, de Concórdia-SC, e Trigo, de Passo Fundo-RS, estão averiguando os aspectos nutricionais e econômicos de cereais de inverno, como trigo, aveia, centeio, cevada e variações como o triticale (cruzamento entre o trigo e o centeio) e triguilho (subproduto do trigo).

Segundo a pesquisadora Teresinha Marisa Bertol, da Embrapa em Concórdia, o objetivo da pesquisa é proporcionar aos produtores de ração, nutricionistas e produtores rurais as informações que permitam a tomada de decisão para o cultivo e uso dos diversos cereais na ração animal.

De acordo com Dirceu Talamini, também pesquisador de Concórdia, os dois estados do extremo Sul do país têm um déficit anual de 7,8 milhões de toneladas de milho, insumo que contribui com 75% na produção de rações para suínos e 65% na alimentação dos frangos.

A unidade vem pesquisando opções de cultivares de trigo que possam ser viáveis para a ração animal. O consultor do Sindicato das Indústrias de Carne e Derivados no Estado de Santa Catarina (Sindicarne), Arene Trevisan, ainda destacou que os estoques de milho estão baixos no mundo todo e que a China também passou por uma queda acentuada na produção de trigo.

OUÇA NOSSAS RÁDIOS

SCTODODIA - Ligados em tudo Grupo Catarinense de Rádios
Alfredo Del Priori, 430 Centro | Criciúma - SC | CEP: 88801630
48 3045.5144
SCTODODIA - Ligados em tudo © Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.