Sexta-feira, 12 de julho de 2024
Segurança

Mais de R$ 1,7 milhão em verbas públicas são desviados do município de Pescaria Brava

Ex-agente político se associou com empresário que venceu várias licitações e juntos desviaram o dinheiro público

Pescaria Brava, 20/06/2024 13h20 | Por: Matheus Machado | Fonte: PCSC
Foto: Reprodução

A Polícia Civil de Santa Catarina, por intermédio da Delegacia de Investigações Criminais de Laguna, deflagrou a Operação Exspiravit, que apura desvio de rendas públicas e outras fraudes no âmbito de contratos administrativos celebrados entre o município de Pescaria Brava e uma empresa sediada em Laguna.

De acordo com as apurações, entre os anos de 2020 a 2022, um ex-agente político de Pescaria Brava teria se associado com um empresário vencedor de diversas licitações daquele município, para desviarem rendas públicas d o município, as quais deveriam ser efetivamente empregadas no pagamento de trabalhadores das Secretarias da Educação e de Obras.

O objetivo desses desvios era remunerar diversos apadrinhados políticos e cabos eleitorais desse ex-agente político, medida essa que vinha sendo realizada por intermédio dessa empresa investigada. Ainda, constatou-se não só o efetivo desvio de rendas públicas, como também o superfaturamento desses contratos administrativos, os quais chegavam a remunerar até 50% a mais dos serviços efetivamente prestados. Observou-se, ainda, que pagamentos realizados por Pescaria Brava eram endereçados até mesmo ao pai de um vereador da cidade de Joinville, que raramente vinha, a lazer, para o município de Pescaria Brava.

Foram efetuados o cumprimento de oito ordens judiciais, consistentes em mandados de busca e apreensão, e de sequestro de bens dos investigados, que totalizou R$ 1.708.405,92. O valor estimado está relacionado aos desvios, superfaturamentos e pagamentos irregulares.

publicidade

As fases anteriores foram deflagradas em absoluto sigilo. A primeira delas, executada em novembro de 2023, teve como alvo a Prefeitura de Pescaria Brava. A segunda, deflagrada em janeiro, investigou imóveis do município de Joinville. A terceira fase, e que culminou na expedição de 20 mandados de busca e apreensão, foi executada nos municípios de Laguna, Pescaria Brava e Criciúma.

Da operação Exspiravit, ainda restaram cinco veículos e outros dois imóveis, localizados nas cidades de Tubarão e Laguna, bloqueados.

O termo “Exspiravit”, que em latim significa fantasma, tem relação justamente com a utilização de diversos funcionários fantasmas para a concretização do desvio de rendas públicas, as quais, desviadas das Secretarias de Saúde e Obras, eram endereçadas a fins particulares.

Leia mais

SCTODODIA - Ligados em tudo Grupo Catarinense de Rádios
Alfredo Del Priori, 430 Centro | Criciúma - SC | CEP: 88801630
(48) 3045-5144
SCTODODIA - Ligados em tudo © Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.