SCTODODIA - Ligados em tudo

Escolha a sua região:

A concorrência cresce no digital e sua empresa não tem presença online?EVOLUA!
Segunda-feira, 04 de julho de 2022
Segurança

Operação Odisseu é deflagrada para desarticular organização criminosa de tráfico de drogas com atuação em vários Estados do Brasil

Santa Catarina é um dos Estados onde criminosos são alvos das investigações da Polícia Federal

Boa Vista - Roraima, 21/06/2022 09h45 | Por: Redação
Foto: Divulgação/PF

A Força-Tarefa de Segurança Pública de Roraima, integrada pelas Polícias Federal, Civil e Penal e pelas Secretarias de Justiça e Cidadania e da Segurança Pública, deflagrou nesta terça-feira, 21, a Operação Odisseu, com o objetivo de desarticular organização criminosa que atuaria no tráfico de drogas em vários Estados do Brasil.

Mais de 170 policiais cumprem 96 mandados nos Estados de Roraima, Amazonas, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. São 41 de prisão preventiva, 29 de busca e apreensão e 26 de sequestro de bens.

A investigação foi iniciada em 2019, quando as apreensões de skunk se intensificaram no Estado de Roraima. Levantamentos apontaram para um único fornecedor, o qual figuraria como principal suspeito da distribuição das drogas.

Com o aprofundamento das investigações, descobriu-se que o suspeito também traficaria cocaína e seria o chefe de uma organização criminosa (ORCRIM) responsável pelo transporte de grandes quantidades de drogas oriundos de municípios fronteiriços brasileiros, como Pacaraima/RR e São Gabriel da Cachoeira/AM, com destino a Estados das regiões Sul e Sudeste.

A organização criminosa contaria com estrutura logística de envergadura, caracterizada pelo uso de veículos de passeio e carretas dotadas de compartimentos ocultos (fundo falso) para o acondicionamento da droga, permitindo o transporte de quantidades que variavam de 25 até 500 kg de drogas.

publicidade

No curso da investigação, foram presos 10 integrantes do grupo criminoso e apreendidos quase 900 kg de droga, entre skunk, cocaína e maconha.

Os crimes imputados aos investigados são participação em organização criminosa, tráfico de drogas, associação para o tráfico e lavagem de dinheiro. As penas destes crimes, somadas, podem ultrapassar os 40 anos de prisão.

O nome da operação faz referência ao personagem da Ilíada (Odisseu), que idealizou e ajudou na construção do Cavalo de Troia, mesmo ardil empregado pelos investigados para transportar a droga em compartimentos ocultos difíceis de serem detectados pela fiscalização.

Leia mais

SCTODODIA - Ligados em tudo Grupo Catarinense de Rádios
Alfredo Del Priori, 430 Centro | Criciúma - SC | CEP: 88801630
(48) 3045-5144
SCTODODIA - Ligados em tudo © Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.