Segunda-feira, 24 de junho de 2024
Tempo

Entenda a verdadeira história por trás de vídeo sobre mais de 2 mil corpos de vítimas sem identificação nas enchentes do RS

Saiba se é verdade que os temporais no RS possuem números similares ao da passagem do furacão Katrina nos Estados Unidos

Porto Alegre - RS, 23/05/2024 23h25 | Por: Maiquel Machado
Foto: Divulgação

Circula nas redes sociais um vídeo que afirma sobre a existência de mais de 2 mil corpos ainda não identificados que estariam sendo congelados em câmeras frigoríficas, guardados no bairro Mathias Velho, em Canoas, uma dos municípios mais atingidos pelas enchetes que castigam o Rio Grande do Sul desde o mês passado. Essa informação não é verdadeira, de acordo com as autoridades.

Segundo o mais recente balanço da Defesa Civil do Estado, o número de mortos em decorrência das chuvas é 163, sendo que ainda há 64 desaparecidos, de acordo com o último balanço divulgado no fim da tarde desta quinta-feira, 23.

Segundo o Instituto-Geral de Perícias do Rio Grande do Sul, as imagens usadas na publicação são de Lajeado, outra cidade gaúcha atingida pelas chuvas. No local do registro, o Posto Médico-Legal (PML) do município, “não existem corpos empilhados e, em nenhum momento, chegou a haver superlotação”.

“O container instalado próximo ao órgão, em Lajeado, trata-se de uma medida de prevenção, em razão de ainda termos um elevado número de desaparecidos”, afirma o governo do Rio Grande do Sul, em nota publicada na última sexta-feira, 17.

Os temporais, que começaram em 27 de abril, ganharam força no dia 29 e já afetaram mais de 2 milhões de pessoas em território gaúcho, de acordo com o último boletim da Defesa Civil.

A publicação destaca ainda que os veículos que aparecem nas imagens são da transportadora Expresso Via Norte Ltda, que “não presta serviços para o governo do Rio Grande do Sul, segundo a Secretaria de Estado de Transportes e Logística”.

publicidade

Katrina

Também é falsa a informação de que os temporais no RS tenham números similares ao da passagem do furacão Katrina.

Post, publicado no Twitter e que já conta com mais de 100 mil visualizações, afirma que 400 mil pessoas ficaram desabrigadas nos Estados Unidos em decorrência do Katrina, número inferior, segundo a publicação, aos do Rio Grande do Sul, que teria registrado 618 mil.

Ambos os números estão incorretos. Segundo o mais recente balanço divulgado pelo governo gaúcho, o Estado tem 647.405 pessoas fora de casa, enquanto que o Katrina chegou a desabrigar mais de um milhão de pessoas.

Quando cita os valores envolvidos na reconstrução dos locais afetados pelo Katrina, a publicação cita o montante de 125 bilhões de dólares (cerca de R$ 641 bilhões), abaixo dos 190 bilhões (cerca de R$ 974 bilhões) anunciado como gastos para recuperar locais atingidos pelo furacão.

Nesse caso, o post não traz números equivalentes para o Rio Grande do Sul, mas o próprio governador, Eduardo Leite (PSDB), estimou em R$ 19 bilhões o “custo para o plano de reconstrução do Estado após as enchentes”.

Outro número incorreto na publicação é o relativo à área alagada. Segundo a publicação, no Estado, “foram 3.800 km” quadrados alagados. Conforme os engenheiros ambientais e doutorandos da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Iporã Possantti e José Müller, que desenvolveram uma base de dados e informações geográficas da Região Hidrográfica do Lago Guaíba e da Lagoa dos Patos, uma estimativa feita pela equipe no dia 6 de maio apontou que a área inundada era de 3.274km², com outros 514km² tomados por lama em todo o Estado. Como comparação, a área inundada pelo furacão Katrina chegou a 233.000km².

Por fim, a publicação também omite um dos números mais relevantes de grandes tragédias: o de vítimas fatais. O furacão Katrina deixou 1.392 mortos, número muito superior às 163 vítimas das chuvas no Rio Grande do Sul até o momento — 64 pessoas ainda estão desaparecidas, segundo o mais recente balanço divulgado pela Defesa Civil do Estado.

Leia mais

SCTODODIA - Ligados em tudo Grupo Catarinense de Rádios
Alfredo Del Priori, 430 Centro | Criciúma - SC | CEP: 88801630
(48) 3045-5144
SCTODODIA - Ligados em tudo © Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.