Segunda-feira, 24 de junho de 2024
Turismo

Universidades criam roteiros de ecoturismo em Santa Catarina

Pesquisadores buscam rotas focadas na fauna

Santa Catarina , 30/05/2024 12h30 | Por: Vitor Wolff | Fonte: Agência Brasil
Foto: Reprodução/Arquivo/Agência Brasil

A baía da Babitonga, localizada na foz de vários rios como o Palmital, no litoral norte de Santa Catarina, é um importante refúgio para espécies ameaçadas de extinção, como o golfinho toninha (Pontoporia blainvillei) e a ave miraguaia (Pogonias cromis). Visando aproveitar o potencial ecoturístico da região, pesquisadores de duas universidades catarinenses desenvolveram roteiros turísticos focados na observação da fauna local.

O projeto Caminhos do Mar – Turismo de Natureza para a Conservação da Baía Babitonga, desenvolvido pela Universidade da Região de Joinville (Univille) e pelo Instituto Federal Catarinense de São Francisco do Sul, propõe formas seguras e sustentáveis de explorar turisticamente a região. Os roteiros turísticos têm como objetivo principal a conservação da fauna e da flora através do turismo responsável.

Além do golfinho toninha e da ave miraguaia, a baía da Babitonga abriga outras espécies vulneráveis, como o boto-cinza (Sotalia guianensis), e aves como o guará (Eudocimus ruber), o maçarico-de-papo-vermelho (Calidris canutus) e o bicudinho-do-brejo (Stymphalornis acutirostris). A ideia é que o turismo se torne um aliado na conservação ambiental, gerando também renda para a comunidade local.

publicidade

A proximidade de Babitonga com Joinville, um grande centro urbano que possui um aeroporto com conexões para importantes hubs da aviação como Congonhas, Guarulhos e Viracopos, facilita o acesso e potencializa o desenvolvimento do ecoturismo na região.

A baía da Babitonga é o maior estuário de Santa Catarina, concentrando 75% dos manguezais do estado. É um local crucial para a reprodução de diversas espécies visadas pelas pescas recreativa, artesanal e industrial, além de abrigar áreas de cultivo de moluscos. No entanto, um estudo da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) revelou uma perda de 37% da cobertura vegetal dos manguezais de Babitonga entre 1985 e 2019, evidenciando a necessidade urgente de iniciativas de conservação.

Leia mais

SCTODODIA - Ligados em tudo Grupo Catarinense de Rádios
Alfredo Del Priori, 430 Centro | Criciúma - SC | CEP: 88801630
(48) 3045-5144
SCTODODIA - Ligados em tudo © Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.