SCTODODIA - Ligados em tudo

Escolha a sua região:

Aprenda a acumular milhas >FAZER O CURSO!
Sábado, 24 de fevereiro de 2024
Variedades

Você passa o dia inteiro sentado? veja como compensar se exercitando

Pesquisa concluiu que 30 a 40 minutos de atividade física moderada a vigorosa são suficientes para equilibrar o risco de 10 horas de inatividade

Santa Catarina-SC , 30/11/2023 10h19 | Por: Redação | Fonte: O Globo
Foto meramente ilustrativa/Freepik/SCTodoDia

É unânime: passar longos períodos sentado não é benéfico para a saúde. Contudo, a grande questão é: quanto exercício é necessário para contrabalançar os impactos negativos desse hábito? Um estudo recente, publicado na revista científica BMJ, revela que a resposta pode estar em dedicar aproximadamente 30 a 40 minutos por dia a atividades físicas.

Uma pesquisa, conduzida por acadêmicos dos Estados Unidos, Noruega, Austrália, Suécia e Reino Unido, baseada em dados de novos estudos anteriores, abrangendo 44.370 participantes de quatro países diferentes, todos utilizando algum tipo de dispositivo de rastreamento de atividade física. Os resultados apontam que até 40 minutos diários de “atividade física de intensidade moderada a vigorosa” são ideais para equilibrar os efeitos de 10 horas de sedentarismo.

É crucial ressaltar que qualquer quantidade de exercício ou mesmo permanecer em pé já traz benefícios. O risco de mortalidade aumenta conforme a prática de atividades físicas moderadas a vigorosas diminuídas entre aqueles com estilos de vida mais sedentários.

A conclusão do estudo está alinhada às diretrizes da Organização Mundial da Saúde (OMS), que preconiza de 150 a 300 minutos de atividade física moderada ou 75 a 150 minutos de atividade física vigorosa por semana para combater o comportamento sedentário.

Nas Diretrizes Globais sobre Atividade Física e Comportamento Sedentário de 2020, cientistas de seis continentes enfatizaram que qualquer forma de atividade física é melhor do que nenhuma. Seja subir escadas em vez de usar o elevador, brincar com crianças e animais de estimação, praticar ioga ou dançar, realizar tarefas domésticas, caminhar ou andar de bicicleta.

Em comunicado, o pesquisador de atividade física e saúde populacional Emmanuel Stamatakis, da Universidade de Sydney, na Austrália, destaca: "As pessoas ainda podem proteger sua saúde e compensar os efeitos do emprego da inatividade física." Portanto, fica claro que pequenas mudanças no estilo de vida podem ter um impacto significativo na promoção da saúde.

publicidade
SCTODODIA - Ligados em tudo Grupo Catarinense de Rádios
Alfredo Del Priori, 430 Centro | Criciúma - SC | CEP: 88801630
(48) 3045-5144
SCTODODIA - Ligados em tudo © Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.