SCTODODIA - Ligados em tudo

Escolha a sua região:

Invista no posicionamento digital da sua empresa com o Estúdio SContime!CLIQUE AQUI
Terça, 24 de maio de 2022

COLUNISTAS

Lara Silva

Amou-os até o fim

15/04/2022 10h44 | Atualizada em 15/04/2022 14h13 | Por: Lara Silva
Imagem: Filme ‘A Paixão de Cristo’

Dia de silêncio, de meditação. Para os cristãos, dia de recordar o sacrifício, a maior prova de amor. Inocente e livre de qualquer pecado, Jesus se entregou em uma terrível morte: foi crucificado.

De maneira resumida, após ser preso, foi conduzido a Anás e a Caifás; negado por Pedro e entregue à morte. Depois de estar frente a frente com Pilatos e Herodes, começa Sua flagelação. A recompensa por tanto amor foram horas sendo chicoteado, carregando o peso da Cruz, que, sobre seus carinhosos ombros, guardavam nossos pecados. Foi insultado, levou cusparadas, teve mãos e pés perfurados por gigantes pregos; em sua cabeça, uma afiada coroa de espinhos. Mesmo suando sangue, ouvia pessoas duvidando de quem Ele era. 

"Tendo amado os seus que estavam no mundo, amou-os até o fim". Como bem citou o padre Willian - antigo vigário da Catedral de Tubarão e, agora, pároco em Treze de Maio - não é só amor. É amor até o fim. Quando todos permanecem ou decidem ir embora; quando é aceito pelo sim ou traído pelo não. Amor que escuta o coração, que beija as misérias dos pés. Jesus nos amou (e continua nos amando, apesar de qualquer coisa) por completo. Não é só amor, mas amor até o fim.

publicidade

OUÇA NOSSAS RÁDIOS

SCTODODIA - Ligados em tudo Grupo Catarinense de Rádios
Alfredo Del Priori, 430 Centro | Criciúma - SC | CEP: 88801630
48 3045.5144
SCTODODIA - Ligados em tudo © Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.