SCTODODIA - Ligados em tudo

Escolha a sua região:

A concorrência cresce no digital e sua empresa não tem presença online?EVOLUA!
Segunda-feira, 04 de julho de 2022

COLUNISTAS

Matheus Aguiar

Bebeto, o cidadão lagunense

07/06/2022 10h04 | Atualizada em 07/06/2022 13h04 | Por: Matheus Aguiar
Foto: Divulgação

Assisti ao Tetra da barriga da minha mãe. Quer dizer, ela nunca gostou de futebol, mas imagino que meu pai pedia que ela ficasse com ele na hora dos jogos da seleção. Então devo ter vibrado junto. Deve ter sido fantástico acompanhar aquele Mundial dos Estados Unidos. A dupla Bebeto e Romário infernizando as defesas. Baresi dando aula de defender na Itália. Os Norte Americanos empolgados, acreditando que, agora sim, virariam potência no football - não viraram até hoje.

O Brasil ganhou a Copa. Romário foi a peça chave. Taffarel foi fundamental. Mas meu pai lembra sempre do Bebeto. "Sem ele o Romário não seria artilheiro", conta. Mas Bebeto também fez seus gols. E comemorou sempre da mesma maneira. Embalava o bebê, que, assim como eu, também estava na barriga da mãe dele. Mattheus nasceu em 7 de julho. Matheus nasceu em 18 de agosto. Até hoje me perguntam se meu nome seria uma homenagem. Ainda bem que o dele tem duas letras T. O meu é mais por causa de Matthäus, alemão bom de bola.

Bebeto foi extraordinário jogador de futebol. Na seleção e no Flamengo também. Mas Bebeto não prestou serviço suficiente para ser declarado cidadão lagunense. A Câmara da cidade aprovou a homenagem, com três votos contrários. Mas o mesmo legislativo não homenageia trabalhadores que saem de casa ainda de madrugada e voltam só no fim do dia, tendo se dedicado em prol do município e, quase sempre, para receber pouco dinheiro.

Assim como em Tubarão. As sessões de homenagens são importantes. Muita gente boa já foi premiada - assim como muitos foram agraciados com títulos de cidadãos tubaronenses sem ter prestado serviços relevantes para o município. Se mudarem de ideia, uma quantidade relevante de pessoas se dedicaram, inclusive de maneira voluntária, para reconstruir a cidade após a enchente.

Em Laguna, muito mais do que homenagear político que destina recursos para fazer asfalto, mais vale reconhecer o trabalhador que faz a obra - faça chuva ou sol. Mais do que homenagear o deputado que "entrega" emenda para hospital, vale reconhecer o profissional de saúde que salva vidas. Mais do que homenagear vereador que "luta" pela reforma de uma escola", quem realmente merece reconhecimento é o professor que educa.

Bebeto está no imaginário do brasileiro. Ajudou a seleção a conquistar o Tetra. Mas Laguna tem uma lista gigantesca de pessoas que merecem homenagens antes de um atleta de futebol.

publicidade

Matheus Aguiar

Rádio Cidade Tubarão

Coordenador de jornalismo na Rádio Cidade Tubarão e apresentador do Jornal da Rádio Cidade. Aqui, política e esporte se misturam.

VER COLUNAS
SCTODODIA - Ligados em tudo Grupo Catarinense de Rádios
Alfredo Del Priori, 430 Centro | Criciúma - SC | CEP: 88801630
(48) 3045-5144
SCTODODIA - Ligados em tudo © Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.