SCTODODIA - Ligados em tudo

Escolha a sua região:

Aprenda a acumular milhas >FAZER O CURSO!
Sexta-feira, 23 de fevereiro de 2024

COLUNISTAS

Luiz Gustavo Kabelo

A mentira se tornou um negócio lucrativo

07/02/2024 15h12 | Atualizada em 07/02/2024 19h23 | Por: Luiz Gustavo Kabelo

Não é preciso navegar muito pela rede para encontrar charlatões desprovidos de ética, vendedores de seja lá o que for tentando arrebatar novos desinformados todos os dias. Assim, mantendo-se um atraso intelectual e cultural que pode ser perigoso.

 “A pós-modernidade trouxe a ideia de que tudo é narrativa e de que nada existe de verdade”, como nos disse Pondé, logo, deu espaço para esses “charlatões”, homens e mulheres que de inocentes não têm nada, venderem estilos de vida, produtos, conselhos ou o que quer que seja, para arrancar alguns trocados ou verdadeiras fortunas de você. Escrevem livros, dão workshop, vão contra a ciência, contra a razão e qualquer coisa que tenha fundamentação teórica real, já que contêm apenas uma perspectiva: o lucro. 

Então, se começa uma nova narrativa/teoria falsa, baseada em outra que já foi desmentida, com apenas algumas modificações na nomenclatura, como “milenar”, “secular” ou algo que dê credibilidade. E, assim, essas teorias continuam pegando alguns bobos pelo caminho. 

Cada uma dessas personalidades tem seu público-alvo, como por exemplo alguém tentando emagrecer e não consegue e, então, encontra esse coach com seu método ou seu produto, com promessas de emagrecimento “certeiro”. Ou pode ter uma pessoa frustrada com a política, esse alvo, então, encontra um velho “sábio” proferindo palavrões aos montes, energizando o ouvinte, engajando o ouvinte! Mas, no fim, os dois são iguais, e só querem o lucro que o seguidor engajado pode providenciar. 

Mas existe um exemplo que eu não posso deixar de citar, porque provavelmente é o mais nefasto: o revisionismo histórico que é feito para obter lucro – provavelmente querem mais, e eu estou sendo inocente. Ali, reescrevem-se fatos, modificando-os, para ir de encontro com preconceitos do seu público, municiando reacionários com mentiras registradas em livros revisionistas. Isso me parece o mais perto que chegamos de uma distopia - e provavelmente o fator que pode nos levar para uma.

Poderia citar profissões que surgem por especulações, que não tem outro motivo se não o de vender cursos. Mas o que quero me ater é que a maioria dessas mentiras lucrativas já foram desmentidas e refutadas; porém, tamanho é o volume de desinformação que acaba soterrando quem as contradiz. E, quando aparecer outra “moda”, certamente haverá outro charlatão, trocando uma mentira por outra - os mentirosos disputando lugar de fala, me parece mesmo uma distopia.


https://linktr.ee/gustavokabelo

 

 


 

 

 

 

 

 

Luiz Gustavo Kabelo

Além do Eu

Luiz Gustavo Pereira é compositor e escritor com dezenas de trabalhos lançados por bandas e sua produtora. É acadêmico de Psicologia e foi um dos fundadores da Liga Acadêmica de Saúde e Espiritualidade (Lasesp) e é membro da Liga Acadêmica de Psicanálise (Lepsic).

Opiniões do colunista não representam necessariamente o portal SCTODODIA.com.br

VER COLUNAS
SCTODODIA - Ligados em tudo Grupo Catarinense de Rádios
Alfredo Del Priori, 430 Centro | Criciúma - SC | CEP: 88801630
(48) 3045-5144
SCTODODIA - Ligados em tudo © Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.