SCTODODIA - Ligados em tudo

Escolha a sua região:

Quinta-feira, 02 de dezembro de 2021
Segurança

Acusada de matar grávida para ficar com bebê vai a júri na próxima quarta-feira (24)

Rozalba matou a amiga de infância Flávia Godinho Mafra, grávida de 36 semanas, e em seguida tirou o bebê da barriga para fingir que era seu.

Canelinha - SC, 20/11/2021 09h30 | Atualizada em 20/11/2021 11h25 | Por: Daiana Brocardo | Fonte: TJSC
Foto: Reprodução imagens Polícia Civil / Internet

Rozalba Maria Grime, de 27 anos, irá a júri popular na próxima quarta-feira (24). A mulher é acusada de matar a amiga e tirar o bebê da barriga dela. O crime foi em Canelinha, em agosto de 2020.  A sessão do Tribunal do Júri será no plenário da Câmara de Vereadores de Tijucas, a partir das 8h. 


Segundo o Tribunal de Justiça de Santa Catarina, o julgamento terá entrada controlada pela Polícia Militar, com restrição ao público em atenção às normas de segurança sanitária para combate à Covid-19. Além das pessoas envolvidas na realização do júri, apenas um pequeno grupo de familiares da ré e da vítima terá acesso ao plenário da Câmara. A imprensa também poderá acompanhar algumas partes do julgamento, mas em um local restrito. 


O júri será presidido pelo juiz José Adilson Bittencourt Júnior, titular da Vara Criminal de Tijucas, com a atuação dos promotores de justiça Alexandre Carrinho Muniz e Isabela Ramos Philippi, além da advogada Patricia Daniela Adriano como assistente de acusação. A defesa terá a atuação dos advogados Rodrigo Goulart e Bruna dos Anjos. Estão previstos os depoimentos de 16 testemunhas. 


Presa preventivamente desde a época do crime, Rozalba será julgada pelos crimes feminicídio qualificado por motivo torpe, com emprego de meio cruel, mediante dissimulação e para encobrir outro crime. Também pelo crime de tentativa de homicídio qualificada pela impossibilidade de defesa, em relação ao bebê. Ela responderá, ainda, pelos crimes de ocultação de cadáver, parto suposto, subtração de incapaz e fraude processual. 

 

publicidade

O crime
O crime foi no dia 27 de agosto de 2020. Flávia Godinho Mafra, de 24 anos, estava grávida de 36 semanas quando foi levada pela amiga até uma cerâmica abandonada, em Canelinha. No local Rozalba teria matado a jovem com golpes de tijolo, e em seguida retirado o bebê com um estilete. Logo depois, Rozalba teria simulado um parto espontâneo sendo ajudada por populares elevada ao hospital, onde fez de conta que a criança era sua. 


Na unidade de saúde os profissionais perceberam que havia algo de errado e acionaram a polícia. Em conversa com os policiais militares em depoimento à Polícia Civil, a mulher contou sobre o crime. Ela disse que o marido não tinha conhecimento da morte. O homem chegou a ser preso junto com ela. Rozalba disse ainda eu estava grávida, perdeu o bebê e não contou aos familiares, por isso queria pegar o filho da amiga para dizer que era seu.  

 

 

  • 1 / 1
Flávia estava grávida de 36 semanas. Foto: Arquivo pessoal/Internet

OUÇA NOSSAS RÁDIOS

SCTODODIA - Ligados em tudo Grupo Catarinense de Rádios
Alfredo Del Priori, 430 Centro | Criciúma - SC | CEP: 88801630
48 3045.5144
SCTODODIA - Ligados em tudo © Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.